Pessoa de sexo não identificado, com cabelo roxo e pele azul, segurando uma xícara de café com vários ícones em alusão ao Manual do Usuário na fumaça e um celular na outra mão. Embaixo, o texto: “Apoie o Manual pelo preço de um cafezinho”.

Co-fundador deixa elementary OS e encerra disputa pelo projeto

Cassidy James, um dos dois co-fundadores do elementary OS, distribuição Linux focada em usuários finais, anunciou ter deixado o projeto.

Ele travava uma disputa de bastidores com Danielle Foré, a outra co-fundadora, desde que manifestou interesse em arranjar um emprego paralelo às suas funções na empresa que ambos criaram para gerir o elementary OS. Era uma tentativa de aliviar as contas do projeto, no vermelho desde o início da pandemia de covid-19.

Relembre o caso nestes dois posts.

Em seu blog, Cassidy deu mais contexto à situação que culminou com sua saída, mas não detalhou os termos dela, provavelmente por orientação de advogados. Ele disse que dedicará seu tempo livre a outros projetos de código aberto, como o ambiente Gnome e o pacote de distribuição Flatpak. Via CassidyJames.com (em inglês).

Detalhes (e valores) do impasse entre fundadores que ameaça o elementary OS

O Archive.org salvou os posts excluídos no fio em que Danielle Foré expõe a celeuma que ameaça o futuro do elementary OS. Embora tenham sido classificados como dispensáveis para compreender a situação da empresa, achei-os bastante elucidativos.

Danielle se ofereceu para comprar a metade de Cassidy James, o co-fundador que está saindo do dia a dia da operação, por US$ 26 mil. O valor surpreende — baixíssimo para uma operação desse porte. Cassidy, num primeiro momento, topou, mas depois voltou atrás, acionou seus advogados e exigiu um pagamento imediato de US$ 30 mil, outro de US$ 70 mil em até dez anos e 5% da empresa.

O impasse continua e o futuro do elementary OS segue incerto. Via Archive.org (em inglês).

Co-fundadores do elementary OS brigam e projeto pode rachar

O projeto elementary OS, uma distribuição Linux mais amigável a usuários comuns/não programadores, rachou. No Twitter, a co-fundadora Danielle Foré publicou um fio explicando os bastidores da celeuma. Segundo seu relato, a baixa no faturamento decorrente da pandemia de covid-19 afetou o equilíbrio financeiro da empresa. Por lidarem com produtos digitais, havia pouca margem para […]

elementary OS 6 “Odin” é lançado

Desktop do elementary OS 6 “Odin”, com o papel de parede padrão (oceano com uma ilha de pedra com um buraco no meio.
Imagem: elementary OS/Divulgação.

Demorou um bocado, quase três anos desde a 5.0 “Juno”, mas enfim saiu a versão final do elementary OS 6 “Odin”, uma das distribuições Linux mais amigáveis e apresentáveis disponíveis. Via elementary OS (em inglês).

A lista de novidades é longa. Alguns destaques:

  • Modo escuro e cores de destaque — similar ao macOS.
  • Todos os apps pré-instalados e distribuídos pela AppCenter agora usam o formato Flatplak. Todos os apps, até mesmo os instalados por fora (sideloaded), estão sujeitos a um sistema de permissões (“Portals”) similar àqueles de celulares.
  • Em notebooks, há um punhado de novos gestos para o trackpad.
  • Sistema de notificações reformulado.
  • Novo aplicativo de tarefas, Tasks, e vários padrões reformulados — Web, Mail, Calendário etc.
  • Novo instalado — que o Pop_OS! “estreou” antes do elementary OS.

O post que anuncia a nova versão do elementary OS traz essas e outras novidades em detalhes, junto com muitas imagens.

O elementary OS 6 “Odin” é gratuito, mas você pode escolher pagar uns trocados nele. A quem está rodando a versão anterior, 5.1 “Hera”, a má notícia é que não é possível atualizar para a nova, ou seja, é preciso fazer uma instalação limpa. Mais detalhes e download no site oficial.

10 anos do elementary OS

Print do elementary OS 5.1 com o Manual do Usuário aberto em uma janela do navegador.
O Manual do Usuário aberto no Epiphany, o navegador padrão do elementary OS. Clique para ampliar.

Passou batido aqui, mas ainda vale o registro: na quarta (31), o projeto elementary OS completou dez anos. Àqueles que não o conhecem, é uma distribuição Linux focada em experiência do usuário e fortemente inspirada no macOS, mas cheia de ideias próprias e bem resolvidas. O elementary OS está prestes a lançar a versão 6 e é distribuído no modelo “pague o quanto quiser”, incluindo nada (gratuito). O mesmo modelo é replicado na maioria dos apps nativos da sua lojinha. Via elementary Blog (em inglês).

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário