Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Linux 5.19 será grande para chips ARM

O Linux 5.19 será um grande kernel para o mundo ARM.

Como sabemos, o mundo ARM é bem diferente do mundo x86; não apenas porque a ARM Holdings não fabrica chips e apenas licencia e avança a arquitetura, mas também porque existem diversos meios de licenciar a arquitetura ARM; um Amazon Graviton, um Ampere Altra, um Apple Silicon, um Snapdragon, um Dimensity, um Exynos, um Google Tensor, um Rockchip RK, um Freescale i.MX, todos eles são ARM… mas são diferentes (e, em muitos casos, bem diferentes) um do outro.

No kernel Linux, isso se refletia com cada fabricante mandando seus próprios patches para serem suportados pelo upstream; o leitor deve imaginar a situação que isso gerava, de tal modo que o próprio Linus Torvalds pistolou violentamente em 2011.

Corta para o kernel 5.19-rc1, em 2022. Nas notas de lançamento, Linus escreve…

Uma coisa a se notar é que o modo como o antigo kernel genérico ARM funciona (“multiplataforma”) está praticamente pronto depois de mais de dez anos. Parabéns a todos os envolvidos. As plataformas StrongARM permanecem com seus kernels separados e espera-se que continuem assim, mas comparado a onde as coisas estavam uma década atrás, este é um grande passo.

Uma excelente notícia para o suporte mainstream ARM no kernel Linux. Multiplataforma, menos patches feios, menos mantenedores sendo xingados pelo Linus. Um mundo melhor.


Pinguins Móveis é uma newsletter semanal documentando e analisando a marcha do Linux por todos os cantos da eletrônica de consumo — e, portanto, das nossas vidas. Inscreva-se aqui.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário