Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

China tenta regular sem estrangular suas grandes empresas de tecnologia

A regulação das big techs e da economia digital é pauta recorrente nos últimos meses. Na semana passada (17), Wang Yang, que é membro do Comitê Permanente do Politburo, participou de uma sessão sobre o tema, organizada pelo Comitê Nacional Consultivo do PCCh (do qual ele também é presidente).

A discussão girou em torno de aprofundar os vínculos entre a economia digital e a real, mantendo a inovação nos mecanismos regulatórios para proteção de dados — com cooperação internacional no setor e com a China tendo um papel de liderança na governança digital global. No mesmo encontro, o vice-premiê Liu He também ecoou essa discussão. O China File reuniu uma série de especialistas em tech chinesa para abordar se vai ter regulação pesada ou uma pisada de freio de Pequim e deixar o mercado reinar mais forte.

Para pensar esse potencial todo de inovação local, a The Wire China publicou um texto do jornalista Chang Che sobre Zhongguancun, apelidado de “Vale do Silício” chinês, localizado em Pequim. Berço de uma série de importantes empresas de tecnologia do país, qual a sua capacidade de invenção e reinvenção hoje em dia?


A Shūmiàn 书面 é uma plataforma independente, que publica notícias e análises de política, economia, relações exteriores e sociedade da China. Receba a newsletter semanal, sem custo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário