Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Na China, existe uma calçada para viciados em smartphone

Nova atração turística da China.
Foto: News.cn.

Este trecho de apenas 50 metros em uma calçada da cidade chinesa de Chongqing chamou a atenção do mundo. Ele tem marcas no chão que limitam metade da sua largura a pessoas que queiram usar o smartphone enquanto andam — o que, embora um ato cada vez mais popular, não é uma boa ideia.

A calçada para smartphones original.
Foto: Rob Pegoraro/Yahoo Tech.

O trajeto chinês, uma espécie de pista para smartphones free style, não é novidade. Em julho a National Geographic fez algo similar em Washington para as filmagens de um programa de ciência comportamental. Rob Pegorato, do Yahoo Tech, deu um rolê por lá e constatou o óbvio: não funciona.

O efeito mais presente das instruções pintadas dizendo às pessoas onde andarem com seus smartphones: pessoas com smartphone param, pegam ele e tiram uma foto. Eu vi isso acontecer pelo menos quatro vezes.

Muitas pessoas que estavam usando seus smartphones não notaram as marcações no chão. E não poderia ser diferente: elas estavam olhando, alheias e absortas, para as telas dos seus dispositivos móveis.

Como a calçada chinesa fica em um parque chamado “Rua Estrangeira”, cheio de réplicas de pontos turísticos famosos mundialmente (tem até o Cristo Redentor) e com o maior banheiro público do mundo, com 40 km² (!), é bem provável que o responsável por essa medida supostamente socioeducativa tenha tido, no fundo, aspirações marketeiras quando decidiu pintar uma faixa para zumbis, digo, pessoas com smartphones nas mãos.

Via Washington Post. Dica do Danilo Carolino no nosso grupo do Facebook (participe).

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário