O dia em que montei um notebook da Lenovo

Em Indaiatuba, cidade a pouco mais de 100 km de São Paulo, fica a fábrica brasileira da Lenovo. No último dia 12, a empresa aproveitou a ocasião do lançamento do IdeaPad 330S para levar jornalistas para não só conhecer o local, mas participar de uma linha de montagem. Se você comprar um notebook Lenovo nos próximos meses e ele vier zoado, foi mal — provavelmente é culpa minha. Continue lendo “O dia em que montei um notebook da Lenovo”

Notebooks com chips Qualcomm sinalizam mudança de prioridades do consumidor

Nesta semana, a Qualcomm anunciou uma nova leva de notebooks com Windows 10 que rodará com seu Snapdragon 835 — e, posteriormente, com o recém-anunciado Snapdragon 845. Ambos os chips usam uma arquitetura diferente, até então restrita principalmente a smartphones e tablets. A estratégia é uma aposta, aparentemente segura, de que as prioridades do consumidor mudaram. Continue lendo “Notebooks com chips Qualcomm sinalizam mudança de prioridades do consumidor”

O novo MacBook Pro e o caso de pensar no futuro sem esquecer o presente

Desde que a Apple anunciou o novo MacBook Pro, um grande debate surgiu no âmago da comunidade mais fervorosa de usuários do produto. Desenvolvedores e outros profissionais que esperavam uma máquina mais poderosa e versátil se decepcionaram com o que foi apresentado. O futuro do computador profissional da Apple é menos “pro” que os disponíveis até então.

As principais queixas são em relação ao desempenho (limitado a 16 GB de RAM) e, principalmente, às portas e conexões — ou a falta delas. A versão de entrada, carente da nova Touch Bar, tem duas portas USB-C/Thunderbolt 3 e uma saída de áudio analógica (de 3,5 mm, a mesma removida do iPhone 7). As mais caras elevam o número de USB-C/Thunderbolt 3 para quatro.

Não há dúvida de que essa conexão é futuro, mas ainda não chegamos nele. Quem compra um MacBook Pro desses novos hoje, precisa necessariamente de um ou alguns adaptadores. É inevitável em qualquer período de adaptação, e nem é o ponto a se discutir. A questão é se essa investida não foi prematura. Manter uma porta USB tradicional ou o slot de cartões SD não tiraria o aspecto “forward thinking” do novo MacBook Pro e seria um facilitador de quem ainda depende deles — e é difícil imaginar alguém que já não dependa de nenhuma das conexões sacrificadas. Seria pensar no futuro sem esquecer do presente.

Não falemos da remoção do MagSafe ou do novo teclado. Soam como retrocessos.

Para fechar, dois links:

  • Um compilado de várias reações de desenvolvedores e jornalistas sobre o novo MacBook Pro. Não me lembro de uma revolta tão grande entre os usuários mais emotivos da marca.
  • Maciej Cegłowski invoca o espírito de Benjamin Button e escreve sobre o velho MacBook Pro como se ele fosse sucessor do novo. O pior? Faz sentido.

IFA 2016: As coletivas de imprensa que antecedem a feira

Como bem sabemos, 31 de agosto de 2016 não foi um dia fácil no Brasil. Longe, em uma ensolarada Berlim, ele não foi exatamente difícil, porém bastante longo. Como ocorre em todo grande evento de tecnologia, os dias que antecedem a abertura da IFA, maior feira de tecnologia da Europa, foram preenchidos por coletivas de imprensa. O dia 31 foi marcado por coletivas espalhadas pela cidade; no dia seguinte, tivemos uma atrás da outra, todas já no local onde que acontece a IFA, o Messe Berlim.

A feira abre oficialmente hoje (2/9) e vai até o dia 7, mas as maiores novidades preparadas pelas empresas participantes já foram reveladas através daquelas coletivas e por visitas aos estandes, que também serviram de palco nas apresentações aos jornalistas. O Manual do Usuário participou de várias delas, transitou pelos espaços da IFA antes da sua abertura ao público e traz, agora, os principais destaques da feira. Continue lendo “IFA 2016: As coletivas de imprensa que antecedem a feira”

MacBook Pro por alguém que sempre usou notebooks Windows

Eu estava satisfeito com meu notebook. Muito. Mesmo com três anos de uso, ele me atendia bem: era rápido, confiável, leve e até bonito. Não tinha planos para trocá-lo tão cedo, especialmente com esse cenário desolador da categoria no Brasil. Mas aí a mão do destino pesou, ele me foi roubado e tive que comprar um novo. Acabei com um MacBook Pro.

Não pretendo escrever um review. Por outros motivos achei que valia a pena escrever alguma coisa sobre o MacBook Pro aqui. Na verdade, dois em especial. Primeiro porque o tema cabe no que proponho discutirmos aqui no Manual do Usuário — novos gadgets e como eles se encaixam nas nossas vidas. O outro, porque, embora estejamos distantes nos últimos anos, por muito tempo tive uma relação de proximidade com a Microsoft, mais especificamente com o Windows. Uma relação que, ao menos no dia a dia, meio que chegou ao fim. Continue lendo “MacBook Pro por alguém que sempre usou notebooks Windows”

A sina de quem compra um notebook no Brasil

Quando vamos às compras, a maioria de nós procura pelo melhor custo-benefício. Em diversas categorias de produtos é uma missão difícil, mas não impossível. Não em todas. Algumas são tão ingratas, seja por falta de demanda ou por interesse da indústria, que obriga o consumidor a se contentar com o menos ruim. No Brasil é seguro incluir os notebooks entre essas. Não é de hoje que impressiona o estado lastimável das ofertas que temos à disposição. Continue lendo “A sina de quem compra um notebook no Brasil”

Tablets com teclados acopláveis — ou notebooks com teclados destacáveis — são o futuro da computação

A ascensão e declínio nas vendas de tablets foram bastante abruptas. Em menos de cinco anos o segmento, que nasceu com pompa e a força da Apple, em 2010, desacelerou e pôs em xeque sua própria existência. Em paralelo, uma nova tendência aponta para um possível cenário mais animador aos tablets. Com um acessório eles podem virar o futuro da computação pessoal. Continue lendo “Tablets com teclados acopláveis — ou notebooks com teclados destacáveis — são o futuro da computação”

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!