Sobre câmeras, fotografia digital e a nossa memória

Além de aumentarem a qualidade das câmeras dos celulares, as fabricantes agora também estão investindo em quantidade. Esse foco em câmera é tanto objetivo quanto resposta à demanda do público, que há muito abdicou de câmeras dedicadas para confiar totalmente na dos celulares.

No Guia Prático desta semana, eu (Rodrigo Ghedin), Naiady Piva e Fabio Montarroios (que fotografa por hobby e tem uma página legal no Flickr) aproveitamos o gancho dos anúncios do Mobile World Congress para conversar sobre a relação que temos com fotografia digital. Por que tiramos fotos? Como as revisamos, guardamos e revisitamos ao longo dos anos? Faz falta uma câmera dedicada? Ouça e, depois, participe do debate nos comentários.

Continue lendo “Sobre câmeras, fotografia digital e a nossa memória”

Com Android e foco no consumidor, smartphones Nokia voltam a chamar a atenção

A história da Nokia nos smartphones compreendeu três atos. Começou muito bem, com ela fazendo a transição a partir dos feature phones e liderando o mercado incipiente durante os anos 2000. A partir de 2007, duas empresas improváveis, Apple e Google, despontaram do nada e viraram o segmento do avesso, o que deixou os antigos líderes perdidos e, por fim, ultrapassados. O melancólico desfecho da tragédia finlandesa teve início em 2013, quando sua divisão de telefonia móvel foi vendida à Microsoft e os smartphones, rebatizados de “Lumia”. Dois anos mais tarde, a produção de celulares dentro da Microsoft morreu, junto com o próprio Windows Phone. Continue lendo “Com Android e foco no consumidor, smartphones Nokia voltam a chamar a atenção”

A vitória da Nokia (e da nostalgia) no MWC 2017

O calendário da tecnologia tem algumas constantes. O ano abre com a CES, em Las Vegas, e no mês seguinte acontece o Mobile World Congress, em Barcelona, onde a maioria das fabricantes de smartphones revela suas apostas para os meses seguintes. Em 2017, em vez de um celular super poderoso, foi um carente de recursos básicos em qualquer smartphone que roubou a cena. Em 2017, a nostalgia falou mais alto. Continue lendo “A vitória da Nokia (e da nostalgia) no MWC 2017”

Stephen Elop, em um gráfico

Nokia, Apple e Google, em um gráfico.
Smartphones distribuídos, por ano.

A Microsoft anunciou hoje a saída de alguns executivos como parte de um “alinhamento de engenharia,” entre eles o controverso Stephen Elop, até então VP de dispositivos e serviços da empresa. Para quem não ligou o nome à pessoa, Elop era CEO da Nokia quando essa fechou com o Windows Phone e, posteriormente, vendeu a divisão de dispositivos móveis à Microsoft. Continue lendo “Stephen Elop, em um gráfico”

[Review] Nokia MD-12: Como é possível sair tanto som de um negócio tão pequeno?

Dizem, os mais velhos e as produções audiovisuais da época, que nos anos 1980 as pessoas andavam por aí com aparelhos de som enormes movidos a baterias, as boomboxes. Talvez o equivalente moderno daqueles trambolhos sejam as pequenas caixas de som Bluetooth.

Menores, conectadas e com um som de respeito, elas são fáceis de transportar, duram bastante longe da tomada e, de quebra, ainda são bonitas. Uma das menores disponíveis no mercado é a MD-12, da Microsoft (ainda com a marca da Nokia estampada). Ela está, também, entre as mais baratas do Brasil, o que é sempre interessante, mas um detalhe suscita o questionamento: é o tipo de economia que vale a pena? Descobriremos agora. Continue lendo “[Review] Nokia MD-12: Como é possível sair tanto som de um negócio tão pequeno?”

O tablet N1 é o retorno da marca Nokia ao mercado doméstico — pelas mãos da Foxconn

N1, o primeiro dispositivo para consumidores domésticos da nova Nokia.
Foto: Nokia.

Faz apenas seis meses que a venda da divisão de dispositivos da Nokia à Microsoft foi finalizada e poucos dias desde que a empresa de Satya Nadella derrubou a marca “Nokia” em prol da “Lumia” com o smartphone de entrada Lumia 535. Pouco tempo, mas o suficiente para a Nokia, ou o que restou dela na Finlândia, anunciar o N1, um tablet Android que parece bem bacana.

O anúncio foi precedido de um teaser mostrando uma caixa que, na foto, parecia muito um set-top box nos moldes do Apple TV. Não era. Aquela é a caixa do N1, um tablet Android avançado que será fabricado e vendido pela Foxconn. Continue lendo “O tablet N1 é o retorno da marca Nokia ao mercado doméstico — pelas mãos da Foxconn”

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!