Venha me ouvir no 6º StartUp Meeting, em Maringá-PR

Banner de divulgação do evento.

O pessoal do Startup Maringá, iniciativa local para fomentar o empreendedorismo na cidade, organiza encontros periódicos com gente que entende e está envolvida com o assunto. Por algum motivo que desconheço, me chamaram para o de hoje :-)

Brincadeira à parte, serei um dos palestrantes, ao lado de Danilo Cardoso e Fernanda Gama, do 6º StartUp Meeting. O sistema é simples e direto: cada um de nós terá 20 minutos para falar de carreira, dos projetos que estamos tocando e dar dicas de empreendedorismo. Depois, rola uma sessão de perguntas e respostas e, por fim, ficamos livres para conversar sobre qualquer coisa — com cerveja a preço de custo.

Na minha apresentação falarei sobre como comecei a escrever sobre tecnologia, os erros e acertos que cometi até agora, as diferenças entre tocar o próprio negócio e ser funcionário remoto e, claro, sobre o Manual do Usuário.

Se estiver por aqui, apareça! O evento é gratuito e começa às 19h, ali no bacaníssimo Espaço Office (Alameda Luís Moreira Carvalho, 137, esquina com a Rua Vereador Basílio Sautchuk).

A Onda quer colocar Maringá no radar das startups

Logo d'A Onda, de Maringá-PR.

O que fazer quando as condições para um fim são favoráveis, mas falta sincronia, apoio e ações coordenadas para concretizá-lo? Em geral, organizar-se. Ontem fui ao Espaço Office, escritório bem bacana de coworking em Maringá, conhecer uma iniciativa para alavancar o desenvolvimento de software na cidade.

O projeto A Onda foi idealizado pelo empreendedor Thiago Melo. Trata-se de uma iniciativa para unir desenvolvedores e empreendedores maringaenses a fim de fortalecer a imagem da cidade como polo na criação de startups. Maringá é um lugar bacana (não à toa moro aqui!) que sustenta posições de destaque em diversos rankings de cidades e possui infraestrutura favorável ao surgimento de novas empresas. Sendo assim, por que não?

Foi um meetup breve e com uma pequena audiência. O objetivo, segundo Thiago, é atrair outros desenvolvedores na base do boca a boca e, a partir disso, criar uma agenda consistente de eventos nas áreas de desenvolvimento e empreendedorismo. Um dos problemas que ele vê nas outras iniciativas locais é a falta de continuidade. Entre um ciclo de palestras e um workshop, às vezes se passam meses, a divulgação não é adequada e essas lacunas acabam sendo prejudiciais. Uma das metas d’A Onda é remediar isso.

Thiago Melo, no Espaço Office.
Thiago Melo.

A Onda se baseia em três pilares: compartilhamento, conhecimento e código. Em sua apresentação, Thiago falou muito em conectar pessoas, e não apenas desenvolvedores, mas gente de segmentos diversos. Ambientes multidisciplinares são, afinal, mais efervescentes e ideias distintas somadas contribuem para o surgimento de coisas boas.

A ideia é promissora. Parece algo simples, e talvez seja; às vezes a solução para resolver grandes problemas é, de fato, descomplicada. O que conta mesmo é ter alguém para botar a mão na massa e fazer acontecer. Ainda não está muito claro quais serão os rumos d’A Onda, mas é algo que merece ser acompanhado.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!