TikTok e Kwai levam desinformação sobre urnas e Forças Armadas ao WhatsApp

Selo de republicação da AgĂȘncia PĂșblica.Esta matĂ©ria foi produzida pela AgĂȘncia PĂșblica, a primeira agĂȘncia de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do Brasil.

Por Laura Scofield e Nathallia Fonseca.

“Togados, vagabundos, preparem-se”, alertou um homem em um vĂ­deo feito no Kwai, rede social chinesa que existe para criar e compartilhar vĂ­deos curtos. “NĂłs nĂŁo vamos sĂł invadir o STF [Supremo Tribunal Federal] nĂŁo, nĂłs vamos pendurar vocĂȘs de cabeça para baixo”, ameaçou.

Continue lendo “TikTok e Kwai levam desinformação sobre urnas e Forças Armadas ao WhatsApp”

Redes sociais não dizem se estão investindo em moderação para as eleiçÔes 2022.

A Folha de S.Paulo contatou seis empresas responsĂĄveis pelas maiores plataformas sociais no paĂ­s: Meta (do trio Facebook, Instagram e WhatsApp), TikTok, Telegram, Twitter, Kwai e YouTube.

O jornal paulista queria saber detalhes dos preparativos para o perĂ­odo eleitoral. Entre outras perguntas, qual o tamanho da equipe de moderação que fala portuguĂȘs do Brasil e investimentos feitos em pessoal na moderação e nos sistemas automatizados.

Telegram nĂŁo respondeu. As demais tangenciaram e, embora tenham dado retorno, nĂŁo responderam as perguntas diretamente.

Apenas o Twitter confirmou, ainda que de forma vaga, que durante as eleiçÔes dedica “mais esforços desses e de outros times, que incluem brasileiros, para monitorar as conversas”. Via Folha de S.Paulo.

A aposta do Kwai em mini-novelas para crescer no Brasil

Kwai Brasil | Mininovela Mexicana

Com 45,7 milhĂ”es de usuĂĄrios no Brasil, o Kwai, aplicativo chinĂȘs de vĂ­deos curtos similar ao TikTok, tem apostado no apoio a mini-produçÔes dramĂĄticas, ou mini-novelas, para continuar crescendo por aqui.

A iniciativa, chamada TeleKwai, estabele parcerias com agĂȘncias, produtoras e criadores de conteĂșdo audiovisual que produzem o conteĂșdo exclusivo para o Kwai, com um espaço dedicado de promoção no app. Em trĂȘs meses, jĂĄ sĂŁo 180 parceiros e 3 bilhĂ”es de visualizaçÔes.

Os vídeos em si do TeleKwai são
 curiosos. Um deles, da produtora Fora das Telas e destacado pela Exame, mostra uma esquete em que uma influenciadora debocha de um morador de rua com fome enquanto faz uma foto com ele para bombar nas redes, para em seguida levar um puxão de orelha da amiga, que, sensibilizada, doa algumas centenas de reais ao morador de rua.

A julgar pela campanha institucional do Kwai (vídeo acima), os exageros do dramalhão não são apenas esperados, como também desejados. Via Exame.

TSE e plataformas digitais firmam acordo para combater desinformação nas eleiçÔes.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) firmou parcerias com as principais plataformas digitais que atuam no Brasil para combater a desinformação nas eleiçÔes gerais de outubro: Facebook (e Instagram), Google (e YouTube), Kwai, TikTok, Twitter e WhatsApp.

A ausĂȘncia notĂĄvel no rol de plataformas foi o Telegram, que continua ignorando o TSE e outras autoridades brasileiras. Via justicaeleitoral/YouTube.

Melodrama de Kwai: app rival do TikTok espalha vídeos caseiros com reviravoltas e liçÔes de moral

Melodrama de Kwai: app rival do TikTok espalha vídeos caseiros com reviravoltas e liçÔes de moral, por Rodrigo Ortega no G1.

ProduçÔes amadoras como essa, com dois minutos em que cabem reviravoltas, atuaçÔes carregadas e sempre uma lição de moral, fazem sucesso no app de vĂ­deos curtos Kwai. A empresa ficou gigante na China com estes conteĂșdos populares e exagerados, e replica a estratĂ©gia no Brasil.

[
]

À primeira vista, a chave parece ser o gosto latino pelo melodrama. Mas a estratĂ©gia Ă© chinesa. O Kwai cresceu em cidades menores e rurais da China. Nas metrĂłpoles ele Ă© considerado pouco refinado. Em vez de celebridades, mirou pessoas comuns. Hoje a empresa vale US$ 220 bilhĂ”es.

Eles vĂŁo pelo mundo atrĂĄs de criadores menos visados, passam o modelo de vĂ­deos chineses, dĂŁo apoio, pagam por resultado de audiĂȘncia e buscam um retorno massivo. A mecĂąnica do app Ă© bem parecida Ă  do rival chinĂȘs TikTok, mas o pĂșblico Ă© diferente.

O Kwai jĂĄ tem 45,4 milhĂ”es de usuĂĄrios no Brasil. Esta pĂĄgina reĂșne os vĂ­deos do Telekwai, o projeto citado acima de tropicalização dos vĂ­deos melosos chineses para o mercado brasileiro. SĂŁo surreais.