Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

iOS 16 e macOS Ventura terão opção para burlar CAPTCHAs

iOS/iPadOS 16 e macOS Ventura terão uma opção que burla CAPTCHAs, aqueles testes em que você precisa escrever uma sequência de letras e números ou identificar semáforos em fotos borradas. Com ela ativada, o usuário passa direto por esses “pedágios”.

A Apple vai aproveitar os sensores e sistemas de autenticação do dispositivo para sinalizar a aplicativos e sites compatíveis que é um ser humano fazendo requisições. Afinal, o objetivo do CAPTCHA é separar humanos de robôs.

O recurso se chama Private Access Tokens, e você pode vê-lo em ação neste vídeo técnico da Apple — a demonstração começa aos 3min50s. Via MacRumors (em inglês).

iA Writer 6 ganha ligações entre notas usando [[colchetes duplos]]

A atual leva de editores de texto puro, puxada por Obsidian, Roam Research e Joplin, tem como característica definidora as ligações entre notas. Usando o padrão da Wikipédia de links [[colchetes duplos]], é possível criar ligações entre as notas e formar redes de notas que ficam bonitas no gráfico.

É como se estivessem descobrindo a web 30 anos depois da web nascer.

O interesse nesse recurso é tamanho que aplicativos veteranos têm se rendido à “novidade”. Nesta terça (14), foi a vez do iA Writer ganhar uma nova grande versão que traz como carro-chefe as ligações entre notas. Com lasers — ou um efeito neon meio brega nos links internos.

O iA Writer custa R$ 279,90 para iOS/iPadOS e outros R$ 279,90 para macOS. Para quem já tem o aplicativo, a atualização é gratuita.

(Eu recorro muito a notas para referência, controles diversos e anotações rápidas, usando uma mistura de arquivos *.txt soltos em uma pasta e Simplenote, e nunca vi muita utilidade em fazer ligações entre essas notas.) Via iA Writer (em inglês).

iPhone 6S e 7 não serão atualizados para o iOS 16

A Apple não mencionou, durante a apresentação de abertura da WWDC, quais dispositivos receberão o recém-anunciado iOS 16. Talvez porque, desta vez, os mais antigos ficaram pelo caminho: iPhone 6S, iPhone SE (original) e iPhone 7 não receberão a nova versão do sistema. A má-notícia aparece enterrada no final do comunicado à imprensa. A versão final do iOS 16 chega no outono do hemisfério Norte, o que normalmente se traduz em setembro. Via Apple (em inglês).

Apple corrige dezenas de falhas no iOS 15.5 e macOS 12.4

A Apple liberou as versões finais do iOS/iPadOS 15.5 e do macOS 12.4. De novidades, pouca coisa: melhorias no problemático aplicativo Podcasts para o iOS/iPadOS e ajustes na webcam do Studio Display no macOS.

O mais importante dessas atualizações incrementais são os remendos. No iOS/iPadOS, são quase 30 correções; no macOS, mais de 50.

Parece até atualização do Windows nos anos 2000. É o preço que se paga pela popularidade? Ou está rolando um desleixo por parte da Apple? Via Apple, 9to5Mac (ambos em inglês).

KDE Connect chega ao iOS

O KDE Connect, solução para integrar celulares a computadores rodando Linux com o ambiente gráfico KDE Plasma (ou Gnome, usando a extensão GSConnect), ganhou sua primeira versão oficial para iOS.

Devido a limitações impostas pela Apple, o KDE Connect do iOS é menos capaz que seu par para Android. Ainda assim, ele faz bastante coisa:

  • Área de transferência compartilhada: copiar e colar entre os seus dispositivos.
  • Envie arquivos e URLs para o computador a partir de qualquer aplicativo.
  • Touchpad virtual: use a tela do celular como touchpad do computador.
  • Apresentação remota: controle um pontinho de destaque no seu computador movimentando o celular de um lado para o outro.
  • Comandos à distância: execute comandos no seu computador a partir do celular.

Toda a comunicação entre celular e computador é criptografada de ponta a ponta. O aplicativo, por ora, está disponível apenas em inglês. Via OMG! Ubuntu (em inglês).

Runestone, o novo editor de texto puro para iOS

O novo aplicativo para iOS do desenvolvedor Simon Støvring, Runestone, é um editor de texto puro leve, rápido, com suporte a destaque de sintaxe e alguns extras bem legais.

“É como um Editor de Texto [do macOS] colorido e personalizável”, diz a descrição do site. É isso mesmo, e é maravilhoso. Já substituiu o Pretext aqui.

O código do Runestone é aberto e o aplicativo, “freemium”, ou seja, gratuito e com algumas opções atrás de um pagamento único, de R$ 54,90. Via MacStories (em inglês).

Apple corrige falhas “dia zero” e uma que fazia iPhone consumir mais bateria que o normal

A Apple liberou uma pequena, mas importante atualização na sexta (1º) para o iOS, iPadOS (15.4.1) e macOS (12.3.1). No iOS/iPhone, ela corrige uma falha que fazia o celular consumir mais bateria que o normal. Nos três sistemas, tapa duas falhas do tipo “dia zero” que, segundo a empresa, já estavam sendo exploradas.

Em 2022, a Apple já corrigiu cinco falhas do tipo “dia zero” — preocupantes porque expõem os sistemas a ataques antes mesmo que a Apple saiba que elas existem. Via BleepingComputer, Apple (ambos em inglês)

Overcast, aplicativo de podcasts do iOS, passa por grande reformulação

Três telas do Overcast reformulado, mostrando a tela inicial, playlist e tela de play.
Imagem: Overcast/Divulgação.

O Overcast, popular aplicativo de podcasts para iOS, passou pela “maior reformulação em seus oito anos de história”, segundo o desenvolvedor Marco Arment. E é só o começo, a primeira de duas partes. Nesta, Marco focou na tela inicial, playlists, tipografia e espaçamento. Um toque legal é que agora a cor de realce é personalizável, não precisa mais ser o laranja característico do aplicativo.

O Overcast é gratuito e tem alguns recursos extras atrás de uma assinatura anual de R$ 31,90. No post em que anuncia a nova versão, no link ao lado, há imagens do “antes e depois”. Via Marco.org (em inglês).

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário