Pandemia acelerou total de seres humanos conectados à internet

A pandemia de Covid-19 causou uma leve aceleração no número total de seres humanos conectados à internet, segundo a União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês). Entre 2019 e (a estimativa de) 2021, o salto foi de nove pontos percentuais, o que significa que 63% ou 4,9 bilhões de pessoas têm acesso à rede. Em 2020, o crescimento foi de 10,2%, o maior da década. Das 2,9 bilhões de pessoas ainda desconectadas, 96% estão em países em desenvolvimento. Via ITU (em inglês).

83% dos brasileiros estão na internet; TV ultrapassa PC como dispositivo para se conectar

Slide da pesquisa TIC Domicílios 2020, mostrando gráfico de evolução dos usuários de internet por dispositivo utilizado.
Gráfico: Cetic/Reprodução.

O Comitê Gestor da Internet (CGI.br) publicou a edição 2020 da pesquisa TIC Domicílios, um raio-x da internet no Brasil realizado anualmente pelo Cetic.br. Os dados revelam que 81% do país, ou 152 milhões de brasileiros, estão conectados à rede. Um dado curioso é que embora a pandemia tenha estancado o declínio do computador como meio de acesso (usado por 42% dos conectados em 2019 e 2020), a TV segue crescendo e, pela primeira vez, ultrapassou o computador (44% dos usuários contra 42% dos de PCs). Desde 2019, o celular é líder absoluto, usado por 99% dos brasileiros conectados — nas classes D e E, o acesso se dá exclusivamente pelo celular para 90% das pessoas. Via Cetic.br (PDF).

Meu grupo do bairro no Telegram: Um experimento social

Em junho de 2019, o Telegram lançou uma atualização com novos recursos de geolocalização. A partir dali, passou a ser possível procurar por pessoas fisicamente próximas para conversar e criar “grupos locais” com base no mesmo critério, ou seja, acessíveis a quaisquer pessoas ao seu redor, mesmo que você não as conheça. Naquele mesmo dia, […]

Alphabet encerra Loon, iniciativa que fornecia internet via balões

A Alphabet, holding do Google, anunciou nesta quinta (21) que encerrará o Loon, uma das “grandes apostas” (“moonshots”) do conglomerado que tinha por objetivo prover conexão à internet via enormes balões. Segundo o comunicado da empresa, “o caminho para a viabilidade comercial se provou muito maior e mais arriscado do que esperávamos.” Via Alphabet (em inglês).

O Loon foi testado e usado em alguns países. No momento, fornece internet ao Quênia. O Brasil foi palco de testes em 2014.

Pornhub apaga milhões de vídeos de contas não verificadas após denúncias de conteúdo ilegal

O Pornhub, popular site ponô com 3,5 bilhões de acessos mensais, apagou todos os vídeos de contas não verificadas da sua plataforma. Na noite de domingo (13), antes de dar início à remoção dos vídeos, a barra de pesquisa do site indicava a existência de 13,5 milhões de vídeos; no início da tarde desta segunda, o número exibido é de 2,9 milhões, uma diminuição de ~78,5%.

A ação do Pornhub não derivou de uma epifania ou um lapso de consciência dos donos do site, que tem sede no Canadá. Dias atrás, Nicholas Kristof publicou um relato chocante no New York Times (tradução na Folha) denunciando a existência de vídeos não consentidos e de menores de idade. Em seguida, Visa e Mastercard pararam de processar pagamentos no site.

No comunicado da nova política, o Pornhub acusa duas organizações anti-pornografia de perseguir o site por ele ser de conteúdo adulto — National Center on Sexual Exploitation (antiga Morality in Media) e Exodus Cry/TraffickingHub —, e outras redes sociais de uso generalista, como o Facebook, de hospedarem muito mais vídeos problemáticos sem que gerem o mesmo escrutínio. Via Vice, Pornhub (em inglês).

Retrospectiva de retrospectivas / Como fazer um Natal remoto

Apoie o Manual do Usuário: https://manualdousuario.net/apoie/ Leia a edição 20#45: https://manualdousuario.net/20-45/ Canal do Manual do Usuário no YouTube: https://www.youtube.com/c/manualusuariobr Neste podcast, o penúltimo de 2020, Rodrigo Ghedin e Jacqueline Lafloufa começam com uma retrospectiva das retrospectivas — de Spotify e YouTube — para tentar entender como a pandemia afetou a maneira como consumimos conteúdo dessas […]

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário