Os problemas do “modo confidencial” do Gmail

Logo da EFF.A Electronic Frontier Foundation é uma organização norte-americana sem fins lucrativos que defende a liberdade e os direitos civis no mundo digital. O Manual do Usuário traduz conteúdo selecionado do blog da fundação — matérias pertinentes sobre temas importantes.

Por Cory Doctorow e Gennie Gebhart


Com o novo design do Gmail chegando a mais usuários, muitos deles tiveram a chance de testar seu novo “modo confidencial”. Embora muitos de seus recursos sejam promissores, “Modo confidencial” não oferece confidencialidade. Na melhor das hipóteses, o novo modo cria expectativas que falha em atender acerca da segurança e privacidade do Gmail. Tememos que o Modo Confidencial diminuirá as chances de que os usuários encontrem e usem alternativas de comunicação mais seguras. E, na pior das hipóteses, o Modo Confidencial impulsionará os usuários ainda mais para o jardim murado do Google, ao mesmo tempo em que oferece a eles o que acreditamos ser garantias enganosas de privacidade e segurança. Continue lendo “Os problemas do “modo confidencial” do Gmail”

Na Lava Jato, Google ensina como configurar app da rival Mozilla

Durante a Operação Integração, a mais recente fase da Lava Jato que mira em supostas irregularidades nos contratos de concessão de rodovias paranaenses, o Ministério Público Federal (MPF) pediu a quebra do sigilo de e-mail de alguns investigados. Google, Microsoft, Onda, Sercomtel e Yahoo foram intimados a fornecer esses dados à Justiça. No envio do conteúdo de contas do Gmail, o Google teve um trabalho extra: ensinar como se usa o Thunderbird, aplicativo da rival Mozilla.

Continue lendo “Na Lava Jato, Google ensina como configurar app da rival Mozilla”

Menos de 10% dos usuários de Gmail usam a autenticação em dois passos

Grzegorz Milka, engenheiro de software do Google, revelou em uma conferência de segurança que menos de 10% dos usuários do Gmail têm ativada a autenticação em dois passos.

O recurso está presente no serviço desde 2011 e oferece uma segurança extra contra acessos não autorizados. Quando a autenticação em dois passos está ativada, o usuário precisa informar, além da senha, um código descartável recebido por SMS ou gerado por um aplicativo como o Authy ou o Google Authenticator.

A autenticação em dois passos é mais popular nos bancos, que obrigam o uso de “tokens” para essa finalidade. Na prática, essa camada extra significa que, mesmo que a sua senha vaze ou seja descoberta por alguém, essa pessoa ainda não conseguiria acesso à conta a menos que tivesse seu celular ou dispositivo usado para receber os códigos descartáveis.

Ao site The Register, Milka explicou que o Google não força os usuários à configuração da autenticação em dois passos por uma questão de usabilidade: “a questão é quantas pessoas deixaríamos de fora se forçássemos elas a essa segurança adicional”. Ainda assim, é uma boa ideia ativá-la — não só no Gmail, mas em todos os serviços que oferecem esse recurso.

No Gmail/Google, a autenticação em dois passos pode ser feita nesta página.

 

Como arquivar e-mails do Gmail no app Email do Windows?

Quem usa o Gmail se acostumou a arquivar mensagens: com esse comando elas somem da tela, mas continuam salvas no sistema, recuperáveis através da busca e dos marcadores. É uma forma de manter a caixa de entrada realmente limpa e ajuda bastante na organização.

O app nativo de e-mail do Windows suporta contas do Gmail, mas não oferece um botão para arquivar mensagens. (Uma ausência bem estranha, já que até o Outlook.com, webmail da Microsoft, tem.) Quando decidi dar uma chance a ele, isso se apresentou como um potencial impeditivo. Felizmente, há solução. Continue lendo “Como arquivar e-mails do Gmail no app Email do Windows?”

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!