VAR, vigil√Ęncia e subjetividade em campo na Copa do Mundo do Catar, com Hudson Martins

Curte o Guia Pr√°tico? Ent√£o tire um minutinho do seu dia para responder a nossa pesquisa: https://tally.so/r/n0VMN0

***

Bem amigos do Manual do Usuário! No podcast desta semana, Rodrigo Ghedin e Jacqueline Lafloufa falam de futebol, ou das tecnologias que invadiram os gramados para (supostamente) tornar o jogo mais justo. E tivemos reforço: Hudson Martins, mestre em educação física pela Unicamp e coordenador geral da CBF School em Campinas (SP), entrou em campo para nos ajudar a entender os impactos do VAR dentro das quatro linhas. (E com este parágrafo, esgotei as minhas reservas de referências futebolísticas.)

Continue lendo “VAR, vigil√Ęncia e subjetividade em campo na Copa do Mundo do Catar, com Hudson Martins”

Em quatro anos, celulares com TV aberta sumiram do mercado.

Quatro anos parece pouco tempo, mas às vezes esse intervalo separa eras muito distintas.

Em 2018, celulares com TV digital estavam em alta, impulsionados pela Copa do Mundo da R√ļssia. Havia tantos no mercado que dava para montar listas, como esta que fizemos no jornal-que-virou-panfleto-extremista Gazeta do Povo.

A Samsung contratou o t√©cnico da sele√ß√£o brasileira, Tite, como garoto-propaganda, e o levou¬†ao an√ļncio de um desses aparelhos furrebas com TV digital, um Galaxy J-qualquer-coisa.

Faz tempo que n√£o se ouve falar em novos celulares com sinal de TV aberta. Os eventos esportivos migraram para o streaming ‚ÄĒ a maioria dos campeonatos de times, do Brasil aos europeus, √© transmitida por plataformas distintas, do YouTube ao HBO Max, passando pelo Star+ (Disney).

No Brasil, a Copa do Mundo do Catar será transmitida pelo Globoplay (em 4K), segundo o Notícias da TV, e talvez em outro serviço, ainda indefinido, graças a um acordo firmado em 2021 entre Globo e FIFA (via Uol).

FIFA e EA encerram parceria; video game ser√° rebatizado de ‚ÄúEA Sports FC‚ÄĚ.

Em julho de 2023, a longeva série de jogos de futebol da EA ganhará um novo nome: EA Sports FC.

O acordo com a FIFA, que licenciava seu nome √† EA h√° cerca de 30 anos, chegou ao fim. A FIFA queria receber mais royalties da EA (no m√≠nimo o dobro dos US$ 150 milh√Ķes anuais que recebia, segundo o New York Times) e ter o direito de licenciar a marca para outras editoras. A EA, sem surpresa, n√£o concordou.

A EA parece sair melhor dessa separa√ß√£o amig√°vel. Ela leva toda a tecnologia e d√©cadas de refinamento no motor do jogo, 150 milh√Ķes de jogadores e 300 acordos de licenciamento com times, ligas e confedera√ß√Ķes, ou seja, as principais perdas da EA s√£o o nome FIFA e a marca oficial da Copa do Mundo. Via EA, New York Times (ambos em ingl√™s).

Inteligência artificial confunde careca de bandeirinha com bola e arruina transmissão de partida de futebol

O Inverness¬†Caley Thistle, time de futebol da segunda divis√£o da Esc√≥cia, protagonizou um epis√≥dio paradigm√°tico das consequ√™ncias acidentais do uso de intelig√™ncia artificial. Em meados de outubro, a equipe anunciou o sistema de c√Ęmera Pixellot, uma intelig√™ncia artificial “camera man”, que substituiria operadores humanos atr√°s das c√Ęmeras nas transmiss√Ķes das partidas do time pelo Escoc√™sz√£o. A l√≥gica desse trabalho, afinal, √© relativamente simples: basta que a c√Ęmera acompanhe a bola, certo?

S√≥ n√£o contavam com a careca do bandeirinha no jogo do Inverness¬†contra o Ayr United, no dia 24 de outubro. Aos “olhos” da intelig√™ncia artificial, a cabe√ßa do auxiliar de arbitragem era interpretada como uma bola de futebol e‚Ķ bem, isso meio que arruinou a transmiss√£o rob√≥tica. Via IFLScience¬†(em ingl√™s).

Os três problemas do polêmico VAR, o árbitro de vídeo do futebol

Desde que o uso do √°rbitro de v√≠deo, ou VAR (do ingl√™s “video assistant referee”), foi oficializado, em 2016, guardo comigo diversas ressalvas sobre o protocolo. Para n√£o ser tra√≠do pela pressa, decidi esperar. Os sucessivos questionamentos a decis√Ķes influenciadas pelo √°rbitro de v√≠deo nos √ļltimos anos, de campeonatos regionais √† final da Copa do Mundo, confirmaram as minhas inquieta√ß√Ķes iniciais.

Divido a cr√≠tica ao VAR em tr√™s blocos, ou problemas: 1) a arbitrariedade dos lances capitais; 2) a centralidade do processo na equipe de arbitragem; e 3) a impossibilidade de progresso humano dentro desse protocolo ‚ÄĒ ou a desumaniza√ß√£o provocada pela tecnologia. Some a isso a verdade inconveniente de que, apesar das promessas e de evid√™ncias engendradas com a tortura de estat√≠sticas, o √°rbitro de v√≠deo sequer deixa o jogo “mais justo”.

Continue lendo “Os tr√™s problemas do pol√™mico VAR, o √°rbitro de v√≠deo do futebol”

Como eram os gadgets quando o Palmeiras foi campe√£o brasileiro pela √ļltima vez

O Estad√£o publicou uma mat√©ria intitulada ‚ÄúComo eram os carros quando o Palmeiras foi campe√£o brasileiro pela √ļltima vez‚ÄĚ. Cumprindo com meu dever jornal√≠stico, averiguei que isso aconteceu em¬†1994 e que a mat√©ria se justifica devido √† forte probabilidade do time paulista ser, 22 anos depois, mais uma¬†vez campe√£o brasileiro de futebol.

Confesso que gastei mais tempo pensando na l√≥gica do jornal¬†do que no conte√ļdo ‚ÄĒ que nem traz detalhes, s√≥ fotos dos carros; cl√°ssico clickbait. Conclu√≠ que n√£o tem nexo algum, o que a torna sensacional! Continue lendo “Como eram os gadgets quando o Palmeiras foi campe√£o brasileiro pela √ļltima vez”

Adidas lança bola de futebol inteligente

Talvez este um daqueles momentos onde paramos e nos perguntamos se fomos longe demais.

A miCoach Smart Ball sincroniza com o iPhone via Bluetooth e mensura a for√ßa, dist√Ęncia e os giros dos chutes, colocando tudo isso em gr√°ficos e ajudando o atleta de fim de semana a melhorar suas habilidades. Como tem bateria, precisa ser recarregada. Sim, voc√™ recarrega… uma bola.

O que mais chama a aten√ß√£o √© que a Adidas direciona essa bola inteligente a jogadores de fim de semana, n√£o aos profissionais. Na mat√©ria do Engadget,¬†Christian DiBenedetto, diretor de inova√ß√Ķes s√™nior da Adidas, vislumbra um futuro onde bolas do tipo ser√£o usadas em jogos profissionais, fornecendo dados em tempo real para deleite de torcedores e t√©cnicos.

Os n√ļmeros n√£o previram o resultado de Brasil vs. Alemanha

Nate Silver:

O preditor de partidas Soccer Power Index (ISP), que usa uma distribuição de Poisson para estimar a variedade de placares possíveis, deu à Alemanha apenas 0,022% de probabilidade (cerca de uma chance em 4500) de marcar sete ou mais gols. Da mesma forma, o SPI deu à Alemanha 0,025% de probabilidade (uma chance em 4000) de derrotar o Brasil por seis ou mais gols.

Nate ficou famoso por cravar previs√Ķes com base em n√ļmeros. A previs√£o do FiveThirtyEight¬†para a semi-final era de¬†65% de chances do Brasil ganhar.

Mais uma vez o fator humano subverteu a l√≥gica e a frieza dos n√ļmeros.

Na conclus√£o¬†ele¬†diz que o mercado de apostas ofereceu previs√Ķes mais certeiras, nesse caso, que os √≠ndices costumeiramente usados (ISO e ELO), al√©m de¬†alguns n√ļmeros que, como a ele, tamb√©m me surpreenderam. Ou vai dizer que voc√™ sabia que o Brasil deu mais chutes a gol e teve mais posse de bola?

Brasil e Alemanha, em n√ļmeros.
Imagem: FIFA.

Tecnologia da Linha do Gol, o golaço da tecnologia na Copa do Mundo 2014

O segundo gol da Fran√ßa na partida contra Honduras¬†foi, mais do que qualquer coisa, uma vit√≥ria da tecnologia. As c√Ęmeras espalhadas no Beira-Rio, em Porto Alegre, deram¬†absoluta certeza a um lance¬†que, de outra forma, seria fonte de pol√™mica e discuss√Ķes sem fim. Continue lendo “Tecnologia da Linha do Gol, o gola√ßo da tecnologia na Copa do Mundo 2014”

Prepare-se para a Copa: apps e lembretes para n√£o perder os jogos e ficar por dentro de tudo

Estive lendo algumas coisas, analisando uns acontecimentos e conversando com meus informantes, e a essa altura é seguro dizer: vai ter Copa sim! Em 2014 o coração continuará na ponta da chuteira, os pés, tocando a bola, e é bem provável que as mãos estarão mexendo no smartphone durante o show do intervalo.

O futebol √© ingrato com a tecnologia. Com uma ou outra¬†exce√ß√£o, a¬†FIFA barra a maioria das tentativas de modernizar o esporte a fim de mant√™-lo pratic√°vel¬†em locais e/ou condi√ß√Ķes desprivilegiados, o que √©¬†compreens√≠vel. Fora dos gramados, longe do rigor da entidade m√°xima do futebol,¬†o aparato high tech encontra menos amarras¬†e nesta edi√ß√£o do torneio ser√° dif√≠cil perder os lances da partida e bem mais f√°cil atualizar¬†a tabelinha (digital e on the go, claro) depois dos jogos.

Baixei e testei alguns apps futebol√≠sticos para as tr√™s principais plataformas m√≥veis: Android, iOS e Windows Phone. N√£o tem smartphone? Sem problemas, d√° para se manter informado e at√© assistir aos jogos na √≠ntegra pelo computador. Reuni, ainda, as formas mais simples de puxar para a sua agenda de compromissos os dias e hor√°rios de todas as partidas. Por fim, testei (ou quase isso) os sistemas de interatividade das emissoras de TV, a alardeada “segunda tela” que come√ßa a ganhar contornos mais fortes e investidas oficiais e organizadas no Brasil. Vai ter Copa sim, e ser√° muito legal!

Os apps campe√Ķes da Copa

Às vésperas do início da competição, estava esperando uma enxurrada de apps temáticos. Eles até existem, mas não é muito difícil separar o joio do trigo sem ter que recorrer ao download: muitos apps, especialmente no Windows Phone, são feios de doer. Mais capricho em 2018, pessoal!

Como a maioria é redundante e não há muito sentido em ter dois ou mais aplicativos apitando antes de cada partida e a cada gol marcado, separei o que de fato vale a pena em cada plataforma. Vamos lá? Então vamos.

iPhone: FIFA e Guia Descomplicado da Copa

App oficial da FIFA no iPhone.
Screenshots do FIFA para iPhone.

O app da FIFA para o iPhone √© muito legal. Ele j√° recebeu a atualiza√ß√£o preparat√≥ria para a Copa do Mundo, que entre outras coisas traz um visual mais refinado, acompanhamento de sele√ß√Ķes, tabelas, estat√≠sticas e todas aquelas coisas que os fan√°ticos pelo esporte adoram.

Nesse app ainda rolam not√≠cias, coment√°rios dos usu√°rios¬†e a elei√ß√£o dos craques de cada partida. Uma caracter√≠stica rara √© poder acompanhar mais de uma sele√ß√£o ao mesmo tempo; na maioria dos apps, voc√™ escolhe uma no in√≠cio e fica limitado a ela. Existem an√ļncios, mas eles s√£o discretos e, aparentemente, est√°ticos — s√£o s√≥ banners ou selos dos patrocinadores oficiais do evento. √Č um dos mais completos dispon√≠veis.

Foto feita no Guia Descomplicado da Copa.
VAI TER COPA SIM

Outra op√ß√£o √© o Guia Descomplicado da Copa, desenvolvido por Rodrigo Duarte da Igniscode. A apresenta√ß√£o √© bem bonita, ainda que lembre o plano de fundo padr√£o do Galaxy S5, cheio de pol√≠gonos coloridos. Mais simples e direto, o Guia traz lembretes dos jogos, as sedes, tabelas, enfim, o card√°pio b√°sico de apps do tipo, com uma b√īnus: molduras para tirar fotos e espalhar nas redes sociais.

Agora vai, Brasil!

A Siri tamb√©m j√° est√° atualizada, mas¬†sem a proatividade do Google Now (veja abaixo). Pode ser √ļtil para saber o hor√°rio de alguma partida e, imagino, resultados tamb√©m:

Android: Google Now, OneFootball e UOL Copa

Tinha esperan√ßas de ver mais apps legais no sistema do Google, mas n√£o parece ser o caso — o da FIFA, at√© a publica√ß√£o desta mat√©ria, ainda n√£o tinha sido atualizado. Calhou de ser o pr√≥prio Google a melhor op√ß√£o.

O Google Now j√° est√° sabendo do torneio. Al√©m de responder perguntas, tamb√©m d√° para indicar ao assistente as sele√ß√Ķes que voc√™ deseja acompanhar. O funcionamento deve ser semelhante ao que j√° rolava com times, ou seja, o Now avisar√° quando as partidas estiverem come√ßando, gols forem feitos e os resultados ao apito final do √°rbitro. Isso tamb√©m funciona no iPhone, basta instalar¬†o app do Google.

Se você prefere algo mais tradicional, minha indicação é o OneFootball Brasil. Ele é multiplataforma: tem também para iPhone e Windows Phone. No Android, ante a falta de adversários à altura, ele se destaca.

Neste app, desenvolvido na Alemanha e patrocinado pela Volkswagen, o leque de recursos básicos em apps da Copa está presente. Tem notícias também, e a promessa de acompanhamento ao vivo das partidas. O visual não é muito inspirado, mas pelo menos é bem feito, coisa rara no universo de apps analisados.

O OneFootball √© uma das op√ß√Ķes multiplataforma.
Screenshot do OneFootball Brasil para Android.

Outra alternativa √© o UOL Copa (tamb√©m tem vers√£o para iPhone e Windows Phone). Consegui testar de antem√£o o mecanismo de acompanhamento ao vivo das partidas na pelada entre It√°lia e Fluminense, e √© bem bacana: al√©m dos lances, o app puxa coment√°rios dos especialistas em futebol do portal, tu√≠tes relacionados e traz um bot√£o “estou vendo na TV” que remove do stream informa√ß√Ķes √≥bvias para quem est√° assistindo √† partida. De quebra, traz reportagens em v√≠deo, fotos e o conte√ļdo dos blogs do UOL.

Windows Phone: Copa2014 e Bing Esportes

Cart√£o amarelo para o Windows Phone! Apps bem feios disputam a tapa a aten√ß√£o do torcedor sofredor. Mesmo alguns que n√£o fazem feio no Android e no iPhone, como UOL Copa e OneFootball Brasil, marcam gols contra aqui.¬†Felizmente, Microsoft e Revolution Software salvam o sistema do vexame com dois belos chutes no √Ęngulo!

(Vou parar com as analogias futebolísticas, prometo.)

O Bing Esportes, que deu um n√≥ no c√©rebro aqui porque agora se chama s√≥ Esportes e mudou de lugar no menu, tem um m√≥dulo da Copa do Mundo com aquele feij√£o com arroz: tabela, estat√≠sticas, not√≠cias, informa√ß√Ķes dos times e sedes, datas e hor√°rios dos confrontos etc. Basta atualizar, se ainda n√£o fez isso, e encontrar a competi√ß√£o nos menu do app.

Simples, mas competente.
Screenshots do Copa2014.

A melhor recomenda√ß√£o, por√©m, √© o Copa2014, desenvolvido pela misteriosa Revolution Software. A interface √© linda, com desenhos, cores e tipografia de muito bom gosto, tem bloco din√Ęmico, e permite filtrar as datas e hor√°rios pelo time escolhido.¬†Ele √© extremamente b√°sico, mas antes fazer pouco e fazer bem, do que tentar abra√ßar o mundo e n√£o conseguir.

A Copa do Mundo no PC

A FIFA n√£o deixa entrar com PCs e tablets nos est√°dios, mas fora dele quero ver o Blatter me impedir de usar a minha m√°quina!

Screenshot de uma pesquisa no Google por 'copa do mundo'.
Copa do Mundo nos resultados do Google.

Pois bem, o Google √© seu amigo at√© na hora de torcer. Al√©m do Google Now¬†o buscador tamb√©m entrega informa√ß√Ķes por texto, e isso vale para o desktop.¬†Basta digitar¬†“copa do mundo” e ele retorna uma¬†tabela estilizada com datas e hor√°rios, classifica√ß√Ķes dos grupos e o mata-mata da segunda fase. Para quem estiver usando¬†um Chromebook ou em qualquer outro computador, essa √© uma das op√ß√Ķes mais r√°pidas para se inteirar. Para algo mais elaborado, veja a bela¬†tabela do UOL.

Portais e sites especializados em futebol, como Impedimento e Trivela, merecem uma olhada para entender melhor o contexto das partidas e as análises táticas. Eu, que não sou muito chegado em mesa redonda, não perco uma edição do Falha de Cobertura, com Daniel e Cerginho:

FALHA DE COBERTURA #16: Clipe da Copa 2014

O Globo Esporte fará streaming ao vivo de todos os 64 jogos, ótimo para quem está longe da TV, ou não tem TV (oi!), e não quer perder os lances.

Se voc√™ assina a ESPN, tem no Watch ESPN (al√©m da web, com app para iOS) uma alternativa √† narra√ß√£o do Galv√£o, o mau humor do Arnaldo e os coment√°rios sagazes do Ronaldo FEN√ĒMENO Naz√°rio.

Todos os jogos na sua agenda

No smartphone o Google Now deve ser suficiente para lembr√°-lo dos jogos. Quem prefere a boa, velha e mais organizada agenda, tem algumas op√ß√Ķes.

Curiosamente, a do Google Agenda¬†s√≥ √© “ativ√°vel” em um computador, usando o bom e velho navegador desktop. Os passos, ensinados pelo Android Central, consistem em abrir o site, clicar na seta do “Outras¬†agendas”, no canto esquerdo, depois em “Adicionar por URL”. No campo que surge, cole esta linha:

Clique no bot√£o “Adicionar agenda” e corra para o abra√ßo, meu amigo. Caso fique de saco cheio, basta apagar a agenda no gerenciador delas, e todos os eventos (s√£o muitos, tr√™s jogos por dia na primeira fase!) sumir√£o.

Como colocar a Copa do mundo na sua agenda.
Os dois passos para levar os jogos da Copa ao Google Agenda.

No iPhone, uma op√ß√£o mais classuda √© incluir um calend√°rio de interesses no Sunrise, o app de agenda favorito da casa. Para isso, entre nas configura√ß√Ķes, depois em “Interesting Calendars” e, na tela seguinte, em Copa do Mundo. O app te d√° a op√ß√£o de baixar todos os hor√°rios da Copa ou¬†apenas uma vers√£o parcial, com os times selecionados. Depois, junto ao dia e hor√°rio das partidas, ele mostra os resultados delas direto da visualiza√ß√£o dos compromissos. Um gola√ßo do Sunrise.

Sunrise traz os dias e hor√°rios dos jogos.
Calend√°rios de interesses no Sunrise do iPhone.

E no Android? O Sunrise foi lan√ßado no Android recentemente, mas dois recursos, os calend√°rios de interesses e a compatibilidade com servidores Exchange, ficaram de fora. Mandei um e-mail para os desenvolvedores¬†perguntando quando essas coisas ser√£o disponibilizadas no sistema do Google e a resposta foi… um dia. A compatibilidade com Exchange √© prioridade e os calend√°rios de interesses, de acordo com Pierre Valade, “est√° totalmente na lista de coisas a acrescentar”.

Segunda tela na Copa do Mundo

Xingar o time advers√°rio ou reclamar do gol que o Neymar perdeu no Twitter √© meio… limitado. O conceito de segunda tela ainda tem muito ch√£o a percorrer e duas emissoras¬†j√° d√£o os primeiros¬†passos dessa jornada por aqui, de olho na aten√ß√£o que a Copa gera e nas condi√ß√Ķes mais favor√°veis em rela√ß√£o a 2010.¬†Carlos Augusto, gerente de marketing de consumo da Intel, explica em um comunicado que “a¬†infraestrutura de servidores que alimenta o sistema tamb√©m est√° mais r√°pida, o que significa um mundo de possibilidades¬†—¬†assistir as jogadas ao vivo, de v√°rias c√Ęmeras diferentes, em v√°rias telas diferentes, comentando e interagindo com os amigos, tudo ao mesmo tempo.”

Com o¬†ESPN Sync, os assinantes podem interagir com as transmiss√Ķes mandando perguntas, votando nos jogadores e lendo estat√≠sticas em tempo real, sem depender da boa vontade do operador de GC do canal. Ah, e a programa√ß√£o esportiva tamb√©m se faz presente, com a possibilidade de agendar lembretes — esses recursos dispensam o login/assinatura.

Mais democr√°tico, o app da Globo (iPhone, Android) √©, tamb√©m, mais simples. As fun√ß√Ķes s√£o similares √†s do da ESPN, e tem uma esp√©cie de √°rea de coment√°rios maluca, integrada ao Twitter, onde o povo fica conversando o dia todo.

Da SporTV, vem a promessa de jogos ao vivo atrav√©s do app SporTV Ao Vivo na Copa do Mundo. Mas aten√ß√£o: no iOS, ele s√≥ funciona no iPad. Tamb√©m tem vers√£o para Android¬†e nenhum indicativo de que √© preciso ser assinante do canal na TV ou qualquer outro pr√©-requisito para usufruir das transmiss√Ķes ao vivo.

Para quem assistir√° na TV, o SporTV Estat√≠sticas na Copa do Mundo da FIFA (iOS, Android) oferecer√°¬†estat√≠sticas em tempo real durante os jogos, e¬†compara√ß√Ķes entre sele√ß√Ķes e jogadores ap√≥s as partidas.

O banho de √°gua fria vem da Microsoft: o empolgante Destination Brazil coloca direto na TV informa√ß√Ķes contextuais, a cornetagem das redes sociais, lembretes e at√© uma s√©rie exclusiva, estrelada¬†por¬†Thierry Henry e Edgar Davids, em busca do pr√≥ximo Messi nas ruas de algumas cidades espalhadas pelo mundo. Tudo muito bom, tudo bem legal, mas o problema √© que o Destination Brasil¬†n√£o¬†foi disponibilizado no… Brasil. Coer√™ncia, cad√™ voc√™?

Destination Brazil

Vai ter Internet nos est√°dios?

No leilão do espectro 4G no Brasil, uma das exigências da Anatel era que as vencedoras cobrissem no mínimo 80% das áreas urbanas com mais de 500 mil habitantes até o início da Copa do Mundo, o que abrange todas as cidades-sede e sub-sede. Segundo a SinditeleBrasil, o sindicato das operadoras de telefonia móvel, a meta foi alcançada aos 45 do segundo tempo.

S√≥ que como qualquer um que j√° esteve concentrado com muitas pessoas sabe, nem sempre a infraestrutura das operadoras d√° conta da demanda. A sa√≠da √© encher os est√°dios com antenas Wi-Fi. Tudo certo? Calma a√≠. Seis est√°dios, metade dos que ser√£o utilizados na competi√ß√£o, n√£o ter√£o esse refor√ßo gra√ßas a atritos entre as administradoras deles e as operadoras — nas palavras de Eduardo Levy, presidente da Sinditelebrasil. Em S√£o Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Curitiba e Natal, os torcedores¬†poder√£o ter dificuldades para acessar a Internet.

Se bem que com as regras r√≠gidas da FIFA imposta aos torcedores, que inclui proibi√ß√Ķes quanto √† publica√ß√£o de conte√ļdo multim√≠dia e at√© dos resultados parciais das partidas, talvez n√£o fa√ßa tanta falta. Como ou mesmo se esse controle ser√° feito, √© outra hist√≥ria.

E em casa, no bar, na torcida, como me portar?

Bela foto de um est√°dio lotado.
Foto: Crystian Cruz/Flickr.

Chame os amigos, estoure uma pipoca e esqueça um pouco o celular. Toda essa interatividade é legal, mas nada disso supera a torcida à moda antiga, a celebração do esporte através da amizade. O smartphone será um fiel ajudante antes e depois dos jogos. Durante? Deixe-o no bolso. Ele não se importará e, de quebra, ficará a salvo de arremessos acidentais na hora de gritar GOOOOOOOOOOL!!! e daqueles banhos acidentais em copos de cerveja.