Americanas compra Skoob

Na corrida das varejistas brasileiras (e argentina) para se tornarem a Amazon no Brasil antes da Amazon dominar o nosso mercado, a Americanas deu mais um passo ao comprar a rede social de livros Skoob nesta quarta (15). Lá fora, há muito anos, a Amazon é dona da Goodreads. O valor do negócio não foi divulgado. O Skoob, criado em 2009 no Rio de Janeiro, tem 8 milhões de usuários e 45 milhões de avaliações de livros. Via Neofeed.

GearBest some da internet

A GearBest, loja de eletrônicos chinesa que exportava para o mundo inteiro e mantinha acordos com youtubers brasileiros, sumiu. O site está inacessível e há indícios de que a empresa dona da marca/loja, a Global Top E-Commerce, está tentando uma recuperação judicial. Via Xataka (em espanhol).

Há poucos anos, a GearBest era popular entre consumidores brasileiros dispostos a importar celulares de marcas chinesas, como Xiaomi e Huawei, devido aos preços baixos provenientes do não pagamento de impostos. A empresa foi pivô do escândalo de youtubers brasileiros que recomendavam esses aparelhos sem mencionar que recebiam dinheiro — da própria GearBest — pelo endosso.

AliExpress traz AliPay e braço logístico ao Brasil

A disputa pelo varejo brasileiro ficará mais acirrada com as últimas novidades do AliExpress. Há poucos dias, o gigante chinês passou a aceitar o Pix como forma de pagamento e abriu seu marketplace para vendedores brasileiros (com foco em pequenas e médias empresas). Agora, o AliExpress anunciou que trará ao país a carteira digital AliPay, em parceria com a Stone e o BTG Pactual, e a Cainiao, seu braço logístico, usando os serviços da Intelipost e dos Correios. Via Mobile Time, LABS News.

Submarino oferece vale-compra a quem boletou Redmi 2, da Mi

Na noite da última terça-feira, o Submarino colocou à venda o smartphone Redmi 2, da Mi (ou Xiaomi). Ao que tudo indica, a loja queimou a largada, já que o lançamento da marca Mi e de seus produtos no Brasil está marcado para 30 de junho. Alguns clientes conseguiram fechar a compra enquanto a página do produto esteve no ar e, hoje, eles receberam uma ligação do Submarino a fim de resolver a questão.

Soube, de duas fontes distintas, que o Submarino ligou hoje à tarde aos clientes que boletaram o Redmi 2, da Mi, oferecendo um vale-compra de R$ 450 como “pedido de desculpas.” Uma das fontes havia pago o boleto e, além do vale-compra, a loja se comprometeu a fazer o estorno, com o valor do frete incluso, o que dava R$ 370. À outra fonte, o atendente do Submarino perguntou se ela havia pago o boleto (não havia) e ofereceu um o mesmo vale-compra, de R$ 450.

Na madrugada de terça para quarta-feira, a Mi, por meio da sua página no Facebook, informou que no Brasil seus produtos serão vendidos exclusivamente pelo site oficial. Por que o Submarino queimou a largada de uma corrida da qual, aparentemente, ele nem participará? Bem estranha essa história…

Submarino vaza Redmi 2, primeiro smartphone da Xiaomi no Brasil [Atualizado 3x]

Poucos dias atrás a Xiaomi (ou apenas Mi) anunciou seu lançamento oficial no Brasil. Será em São Paulo, no dia 30 de junho, às 11h da manhã. Tem até um site para você se cadastrar para tentar participar da festa. Mas… o Redmi 2, um dos dois smartphones da marca já homologados pela Anatel, apareceu no Submarino antes da hora. Continue lendo “Submarino vaza Redmi 2, primeiro smartphone da Xiaomi no Brasil [Atualizado 3x]”

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário