Novas opções de segurança e bem-estar digital para crianças e adolescentes no YouTube e YouTube Kids

O Google anunciou uma série de alterações no funcionamento do YouTube para crianças e adolescentes:

  • Para adolescentes (entre 13 e 17 anos), o envio de vídeos será privado por padrão.
  • Também para adolescentes, o YouTube exibirá lembretes para que façam pausas e da hora de dormir.
  • No YouTube Kids, a variante do serviço destinada a crianças, a reprodução automática de vídeos será desativada por padrão.
  • Também no Kids, “conteúdo excessivamente comercial”, como vídeos que focam somente nas embalagens dos produtos ou que encorajam a criança a gastar dinheiro, serão removidos.

São novidades genuinamente boas e embora dê para entender por que elas são restritas a menores de idade, é de se imaginar o benefício à humanidade que o Google faria se as estendesse a todos os usuários. Via Blog do YouTube.

Ministério da Justiça quer regulamentar publicidade infantil em big techs

O Ministério da Justiça vai editar em janeiro uma portaria para regulamentar a publicidade infantil em plataformas como YouTube e Facebook. Neste mês, um grupo com especialistas, associações do setor e o Conar, conselho de autorregulamentação publicitária, lançou um guia com regras para influenciadores digitais. O documento foi considerado um ponto de partida, mas técnicos do governo já ensaiam aumentar a responsabilização de gigantes da internet em 2021. Via Folha (com paywall).

A resolução 163/2014 do Conanda, que proibiu comerciais direcionados às crianças e, na prática, os varreu da TV aberta, já abrange outros meios como a internet, mas é solenemente ignorada no YouTube e em outras plataformas online.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário