6 atitudes para começar o ano de bem com a tecnologia

Salvo por você provavelmente dormir mais tarde e comer mais que o normal (além de ser feriado nacional), 1º de janeiro poderia ser um dia como qualquer outro. Na prática, para muita gente o início de cada ano carrega um simbolismo forte. Acreditamos em recomeços e com esse não é diferente. Mais que isso: por vezes, o ano novo funciona como uma nova chance de fazer diferente. Pode ser um bom momento, pois, para melhorar sua relação com a tecnologia.

O que proponho, ou melhor, sugiro aqui são seis atitudes bem pragmáticas para usar melhor a internet e sua relação com a tecnologia. No dia a dia, na correria, acabamos empurrando com a barriga muita coisa que, com mudanças sutis, podem ter um impacto poderoso na forma como gastamos o tempo e cumprimos tarefas online. E no decorrer do ano, o acúmulo de pequenos deslizes e exceções podem emperrar sistemas e fluxos de trabalho que, com alguma manutenção, poderiam ser mais eficientes. As medidas abaixo são todas simples e podem ser feitas em minutos.

Continue lendo “6 atitudes para começar o ano de bem com a tecnologia”

Configure a extensão Ghostery para navegar na web com privacidade

O acesso a um site se dá pela comunicação do cliente (você) com um servidor (onde está o site), que repassa via Internet os códigos, scripts e imagens que geram a página que você vê no navegador. Entre eles costumam vir mais coisas além do estritamente necessário para exibir o que foi solicitado. É nesse momento que a sua privacidade na web é comprometida.

Redes sociais, redes de publicidade, sistemas de estatísticas… um punhado de serviços são carregados junto com inúmeros sites através de scripts; vários deles geram cookies, minúsculos arquivos que guardam informações relacionadas a um domínio/site. Juntos, esses pequenos trechos de código e arquivos monitoram e devolvem aos seus criadores dados seus que, agregados, traçam um perfil bastante fiel dos seus gostos e hábitos. E, como efeito colateral, no processo eles ainda deixam os sites mais pesados.

A maioria usa essas informações anonimamente, com o único intuito de direcionar anúncios mais eficazes ou aperfeiçoar a experiência online. O que não é pouca coisa. Se te incomoda aquele monte de anúncios de sapatos que passa a aparecer depois que você fazer uma pesquisa por um modelo específico, a culpa é dessa estrutura que se criou na Internet. Como evitá-la? Não é fácil, mas extensões como a Ghostery criam uma boa barreira. Continue lendo “Configure a extensão Ghostery para navegar na web com privacidade”

Quantas pessoas usam bloqueadores de anúncios na web?

Semana passada o alerta de “perigo” foi ligado em redações digitais mundo afora. Segundo matéria do Financial Times, operadoras móveis da Europa estariam trabalhando na implantação de bloqueadores de anúncios no nível da rede. A tecnologia, desenvolvida pela israelense Shine, entrará em operação no final do ano e funcionará por uma hora, todo dia, a fim de forçar empresas como Google e Yahoo a negociarem uma divisão dos lucros obtidos com publicidade.

Preocupar-se com a exibição de anúncios é, em muitos casos, o mesmo que preocupar-se com a subsistência da publicação. O crescente uso de bloqueadores de anúncios, em especial do AdBlock Plus, pode ser fatal para muitos sites pequenos e médios daqui a algum tempo. Além da maior exposição, o pessoal de Colônia, Alemanha, onde fica a sede do ABP, não para: recentemente eles lançaram um navegador para Android com a função de bloquear anúncios nativa e criaram uma “versão corporativa” da extensão, que facilita a instalação e o seu gerenciamento em grandes redes. Continue lendo “Quantas pessoas usam bloqueadores de anúncios na web?”

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!