Em 2021, brasileiro passou 5,4h por dia grudado em apps de celular — um recorde mundial

A App Annie, consultoria especializada no mercado de aplicativos, divulgou um relatório que apontou o Brasil como o país que mais usa apps do mundo. Em 2021, passamos em média 5,4 horas por dia grudados na tela do celular. O número é 12,5% maior que a média global do período (4,8h) e representa um salto de 31,7% em relação à nossa média em 2019 (4,1h), salto que provavelmente se explica pela pandemia — dos 17 países que lideram o ranking, apenas em dois o tempo gasto em apps diminuiu de 2020 para 2021 (Argentina e China).

O levantamento da App Annie traz outros dados curiosos e números enormes para 2021 (dados globais):

  • Baixamos 230 bilhões de aplicativos;
  • Gastamos US$ 170 bilhões com eles;
  • Dispensamos 3,8 trilhões de horas somadas.

Há ainda dados e insights separados por categorias — e o Brasil se destaca em várias delas, como finanças e games. Via App Annie (em inglês).

Bloco de notas ganha nova versão no Windows 11

Print do novo Bloco de notas do Windows 11 em modo escuro, exibindo um texto sobre química em inglês.
Imagem: Microsoft/Divulgação.

A Microsoft reformulou o Bloco de notas no Windows 11. Visual moderno, modo escuro, “localizar e substituir” refeito e desfazer multi-nível — sem quebrar a compatibilidade com outros sistemas e fluxos de trabalho, embora ainda existam alguns problemas conhecidos. É a primeira vez desde… será que é a primeira vez que o Bloco de notas ganha uma nova versão? Por ora, apenas para testadores do Windows 11 e ainda sem previsão de chegar à versão final. Via Microsoft (em inglês).

Os melhores apps e jogos de 2021, segundo a Apple

Depois do Google/Android, hoje é a vez da Apple revelar os melhores apps das suas plataformas em 2021. O ganhador na categoria apps é Toca Life: World, uma espécie de ~metaverso infantil da desenvolvedora Toca Boca — que, lembra o TechCrunch, acabou de completar 10 anos de vida. O jogo do ano no celular da Apple foi League of Legends: Wild Rift. Na página da premiação estão os apps e jogos do ano para iPad, Apple Watch e macOS, e apps da “tendência do ano”: aqueles que nos unem. Via Apple, TechCrunch (em inglês).

Veja, também, as listas de apps mais populares (dois chineses no topo da de gratuitos) e a dos jogos (Free Fire segue líder).

Os melhores apps para Android de 2021

Todo ano o Google e os usuários de Android escolhem os melhores apps e jogos da plataforma. Em 2021, o Google escolheu o app de meditação Balance e o jogo Pokémon UNITE como os melhores. Já entre os usuários de Android, os escolhidos foram o app da Paramount+ (??) e o jogo Free Fire MAX. No Brasil, os jogos foram os mesmos, mas o app do Disney+ levou o prêmio do Google e dos usuários. Ano do streaming, aparentemente. Nos links ao lado há mais apps e jogos vencedores de categorias específicas. Via Google (em inglês), Play Store.

O novo Winamp vem aí

Mencionei o retorno do Winamp na última Achados e perdidos, e acho que vale retomar o assunto antes da ~revelação para comentar o site institucional do app.

O site é a antítese do que o Winamp era e o motivo da sua adoração. O app clássico era rápido, ágil, direto ao ponto. Esse site é lento e sequestra a rolagem do mouse. A primeira impressão é péssima. Pelo menos ainda dá para baixar a última versão do Winamp clássico (5.8).

Novo Media Player do Windows 11

Print da área de trabalho do Windows 11, com a janela do novo Media Player aberta, em cores claras e com cores de realce que lembram as do Zune (laranja e roxo).
Imagem: Microsoft/Divulgação.

A Microsoft começou a testar um novo app de áudio e vídeo para o Windows 11, batizado apenas de Media Player. Ele substitui o Groove e lida com áudio e vídeo. Pontos extras pelas cores de realce reminiscentes do saudoso Zune.

O apelo a softwares do tipo é mais limitado hoje, com serviços de streaming dominando o consumo audiovisual em meios digitais, e embora a Microsoft não tenha dado detalhes, imagino que o leque de formatos compatíveis com o novo Media Player seja menor que o do VLC, talvez o player mais versátil do mercado — gratuito, de código aberto e ao alcance de qualquer um. Para mais imagens do Media Player, siga o link ao lado. Via Microsoft (em inglês).

Microsoft Notion

Foto de um notebook com uma página do Loop aberta, muito parecida com o Notion.
Imagem: Microsoft/Divulgação.

A Microsoft anunciou o Loop na Ignite, sua conferência de tecnologias para o trabalho. Baseado no conceito de componentes Fluid, anunciado há um tempo, o resultado tem uma semelhança chocante com o Notion, o novo queridinho da produtividade. Chega aos assinantes do Microsoft 365 nos próximos meses.

Além do Loop, a empresa revelou sua versão de metaverso corporativo (um metainferno?) e uma série de outras novidades para o Microsoft 365. Veja tudo no blog corporativo, no link ao lado. Via Microsoft (em inglês).

Adobe leva Photoshop e Illustrator à web

Começou nesta terça (26) a Adobe MAX, evento anual em que a Adobe anuncia novidades na sua vasta linha de produtos. Um dos destaques deste primeiro dia são as versões web do Photoshop e Illustrator. A ideia, porém, não é levar todo o poder desses editores ao navegador. Em vez disso, a Adobe quer facilitar o compartilhamento e a colaboração em arquivos. Com as versões web, um cliente ou colaborador não precisa dos aplicativos para abrir arquivos, fazer apontamentos, comentários e edições básicas. O Photoshop na web já está disponível, em beta; o Illustrator chega mais tarde. Via Adobe (em inglês).

Se você queria um verdadeiro Photoshop na web, o Photopea talvez seja a coisa mais próxima disso. E é gratuito (com anúncios).

HalloApps ganha grupos reimaginados e mensagens de áudio

O HalloApp, app que mistura mensagens com rede social criado por ex-funcionários do WhatsApp, ganhou uma funcionalidade imprescindível para qualquer app disposto a abocanhar um pedaço do mercado do Zap: envio/recebimento de mensagens de áudio.

Recentemente, os desenvolvedores detalharam o funcionamento dos grupos no blog oficial. Há boas ideias nesta implementação, como só permitir trocas de mensagens privadas entre contatos que tenham os números um do outro em suas agendas, organização baseada em tópicos/threads e notificações limitadas. Cada grupo pode ter até 50 participantes. Via HalloApp (em inglês).

O HalloApp é gratuito e está disponível para Android e iOS.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário