Sob nova gestão, Alcatel quer ser a nova Samsung

O convite feito pela Alcatel para que eu cobrisse a Mobile World Congress pelo iG Tecnologia (e que o Fabrício Vitorino fizesse o mesmo pelo TechTudo) já dizia muito sobre a importância do mercado brasileiro para a marca em 2016. A realização de um evento para apresentar não só as novidades, mas também a nova marca e a nova gestão da empresa já em abril, pouco mais de um mês depois da feira em Barcelona, reforça o quanto o Brasil se tornou estratégico. Continue lendo “Sob nova gestão, Alcatel quer ser a nova Samsung”

Os vários Pixi 3: mesmo nome, smartphones diferentes

Observe bem os dois smartphones da foto acima. Eles são da mesma empresa, têm design idêntico, adotam até o mesmo nome. Mas eles são diferentes. Ambos são do segmento low-end, ou seja, smartphones baratos, com desempenho no limite do tolerável e outras características minimamente funcionais. Mas, um, o da direita, é melhor que o outro. Como e, mais importante, por que isso acontece? Continue lendo “Os vários Pixi 3: mesmo nome, smartphones diferentes”

MWC 2016, dia 3: Tinha uma greve de metrô no meio do caminho

Nota do editor: A Emily, que você deve conhecer do iG Tecnologia e/ou do Guia Prático, está em Barcelona, na Espanha, para cobrir a MWC, uma das maiores feiras de tecnologia do planeta. Ela está compartilhando conosco os bastidores da feira — um ponto de vista muito interessante e que raramente sai dos círculos de jornalistas que cobrem eventos do tipo. Leia os relatos do primeiro e segundo dias.


Finalmente chegou o dia em que a Gran Fira abriu suas portas para o grande público da Mobile World Congress 2016! Depois de um fim de semana agitado pelos principais anúncios do evento, o primeiro dia de feira pra valer não poderia deixar de ser emocionante. Continue lendo “MWC 2016, dia 3: Tinha uma greve de metrô no meio do caminho”

MWC 2016, dia 1: Os bastidores da feira que já começou

Nota do editor: A Emily, que você deve conhecer do iG Tecnologia e/ou do Guia Prático, está em Barcelona, na Espanha, para cobrir a MWC, uma das maiores feiras de tecnologia do planeta. A partir de hoje ela compartilhará conosco os bastidores da feira — um ponto de vista muito interessante e que raramente sai dos círculos de jornalistas que cobrem eventos do tipo.


Logo mais começa a Mobile World Congress, minha feira de tecnologia predileta. E não apenas por ser em Barcelona, cidade da parte catalã da Espanha, mas pelo evento em si. Para mim a MWC é a melhor porque, ao contrário da CES, que se espalha por Las Vegas, ela é menor, acontece praticamente em um único espaço. E também porque é mais focada — nada de carros ou eletrodomésticos, como na IFA, de Berlim. Aqui o assunto é smartphone e o universo que gira ao seu redor. Continue lendo “MWC 2016, dia 1: Os bastidores da feira que já começou”

[Review] Idol 3, um típico (e bom) smartphone intermediário

Nunca foi tão fácil fabricar smartphones. A oferta de componentes básicos é farta e barata, o Android facilita o lado do software e, no fim, lançar um novo dispositivo no mercado é mais uma questão de “querer” do que “poder” para as empresas. A Alcatel One Touch quis fazer dois smartphones com o mesmo nome, Idol 3, ambos com uma característica única, a reversibilidade. Deu certo? Continue lendo “[Review] Idol 3, um típico (e bom) smartphone intermediário”

5 curiosidades sobre smartphones do MWC 2015

Das poucas feiras mundiais de tecnologia que acontecem anualmente, o Mobile World Congress em Barcelona, Espanha, é a única, como o nome sugere, dedicada a dispositivos móveis e acessórios. Por isso vemos tantos anúncios e lançamentos sendo feitos lá. Uns manjados, como o novo Galaxy S da Samsung, outros… inusitados.

Neste post, separei cinco curiosidades relacionadas a smartphones que apareceram no MWC deste ano. Se faltou alguma, avise nos comentários que emendo o post. Continue lendo “5 curiosidades sobre smartphones do MWC 2015”

[Review] One Touch Idol: por fora, bela viola; por dentro…

Do anúncio da fabricação de smartphones no Brasil até o lançamento comercial do mais poderoso deles (por aqui), passaram-se cinco meses. Em dezembro, a tempo do Natal, o One Touch Idol ganhou as prateleiras do varejo e a loja virtual da própria Alcatel, uma estratégia diferente que foge das operadoras e tenta entrar em contato direto com o consumidor. Com preço sugerido de R$ 899, o que esperar do Idol?

As fabricantes que se aventuram no segmento mid-range precisam fechar uma conta nem sempre lógica, todas as vezes ingrata: colocar os melhores recursos possíveis sem elevar muito o preço. A Alcatel conseguiu alguns feitos notáveis com o Idol. Em outros aspectos, porém, alguns importantíssimos, deixou claro que não se trata de um smartphone topo de linha. No fim das contas conseguiu fazer um aparelho mediano em vários sentidos. Continue lendo “[Review] One Touch Idol: por fora, bela viola; por dentro…”

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!