Pessoa de sexo não identificado, com cabelo roxo e pele azul, segurando uma xícara de café com vários ícones em alusão ao Manual do Usuário na fumaça e um celular na outra mão. Embaixo, o texto: “Apoie o Manual pelo preço de um cafezinho”.

Procon-SP pede explicações à Apple sobre iPhones vendidos sem carregador

O Procon-SP enviou questionamentos à Apple sobre a retirada do carregador de parede da caixa dos novos iPhones e deu 72 horas para a empresa responder. A notinha no site oficial é bem curta e não detalha qual regra a Apple estaria infringindo. Via Procon-SP.

Deixe um comentário para Jader Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

2 comentários

  1. Eu imagino que tenha relação à venda de um produto que “não funciona por si só”… pq se uma pessoa compra o produto e não tem o tal carregador (fora o fato do cabo que vem ser diferente dos modelos de carregadores anteriores) ela não consegue carregar o produto…

    1. Dei uma passada por cima no Código de Defesa do Consumidor e, de fato, parece ser a previsão que melhor se encaixa ao caso da Apple:

      Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:

      I – condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário