Anúncio Black Friday: Assine a NordVPN com 72% de desconto

Covid-19: coronavírus pode “sobreviver por 28 dias” em celular e dinheiro, diz estudo

Um estudo da agência australiana CSIRO indicou que o SARS-CoV-2, o coronavírus causador da COVID-19, poderia sobreviver até 28 dias em superfícies como o vidro das telas de celulares. Os resultados causaram alguma comoção, mas é preciso cautela na interpretação. Via BBC Brasil.

Os testes laboratoriais foram conduzidos no escuro, em um ambiente com temperatura controlada e sem o uso de muco humano, que costuma acompanhar o espalhamento do coronavírus. O mundo real afeta drasticamente os resultados — basta lembrarmos dos medicamentos que, em laboratório, se mostram eficazes contra o coronavírus, mas que no corpo humano, não. Um professor da Universidade de Cardiff, Ron Eccles, disse à reportagem da BBC que o estudo australiano causa um “medo desnecessário nas pessoas”.

Na dúvida, higienize seu celular sempre que sair de casa. Tem uma matéria explicando como aqui no Manual.

Deixe um comentário para João Gabriel Burmann Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 comentários

  1. Nunca havia limpado a tela do meu telefone, um iPhone 8+. Por causa do coronga, passei álcool gel (não diretamente, mas usando pano de microfibra) e desde então sinto a tela bastante “áspera” durante o uso diário, parece também que ficam mais marcas de dedo. Então só passo o pano umedecido em água mesmo… e a capa eu lavo com água e sabão.

  2. Essa é uma das medidas que eu mais me preocupo. O coronavírus é o principal fator, óbvio, mas se pensarmos é um hábito de higiene tão importante quanto lavar as mãos, já que o celular é praticamente uma extensão do nosso corpo heheh. Aqui uso álcool isopropílico e um paninho, que lavo constantemente. Sempre troco também a capa do celular, que eu limpo com álcool 70% mesmo.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário