Anúncio Ainda dá tempo: NordVPN com 72% de desconto

Big Brother Brasil é enorme no Telegram

Fenômeno curioso se desenrola na internet em torno do Big Brother Brasil. No Telegram, canais e grupos têm arregimentado audiências enormes para acompanhar o reality show da Globo. O canal @Espiadinha conta com 101 mil inscritos e cada post chega fácil a 400 comentários. Já o @canalbbb tem 134 mil e ainda mais comentários por post. O grupo @chatbbb21 tem 7,4 mil membros e, na tarde desta segunda (1), 1,2 mil deles estavam online debatendo o programa. Dica do @pinguinsmoveis.

Há poucos perfis no Twitter com mais de 50 mil seguidores — a exceção é o @RadarBBB, com 239 mil. (Do Instagram não sei porque impossível verificar isso sem ter conta lá.)

Os super grupos e canais do Telegram são, sim, um risco à plataforma, mas também uma força para popularizá-la.

Deixe um comentário para Eliana schavibski Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 comentários

  1. O Boninho como Diretor da atração, tem o dever de intervir neste linchamento moral que Karol está fazendo com Lucas, passou do ponto em todos os sentidos! Queremos entretenimento e não um programa pesado como está este!arrume uma dinâmica pra Karol ir ao paredão, antes que ela acabe com à AUDIÊNCIA do BBB! O público já interviu uma vez (Marcos) vms ter que fazer isto de novo???

  2. Eu tou fugindo do BBB ao ponto de mudar o país de assuntos relevantes no Twitter para “Argentina”.

    E tu me vem com essa, Ghedin? :'(

    De boas… ;)

    1. Estou me rendendo ao BBB.
      Não é tão ruim como eu pensava.
      E ainda consigo me sentir inteligente.

      1. BBB é só para quem tem paciência de ver o mundo a partir de estereótipos básicos, que no final NUNCA ajudou a quebrar os mesmos…

    2. É um programa de entretenimento, apenas. Não é diferente de outras formas de entretenimento que muitas pessoas também julgam ser de “baixa qualidade”, como filmes besteirol, carnaval, shows de stand-up, novelas, etc. Não me sinto ofendido se alguma coisa do assunto de repente pipoca na minha timeline ou no meu feed de notícias, mesmo tendo bloqueado.

      1. Sinceramente me cansa.

        BBB acaba sendo muitas vezes algo que ratifica comportamentos negativos e e até estereótipos – sem querer estou sabendo do rolo da Karol Conká (negra) que dizem que ela está sendo preconceituosa com alguns da casa.
        Enfim, e não vejo uma discussão sadia mas sim polarização.

        Isso vale para qualquer rolo ou barraco na casa – tirando os criminosos (como os assédios que as mulheres sofreram por exemplo.

        Poderia sair discussões ricas de episódios do BBB – O do Babu é um dia poucos que acabei vendo pq tava legal a discussão.

        Agora senti que este BBB foi moldado só para atender “fãs”, então…

        1. Estranho. Sobre a edição passada, eu não senti muito essa polarização, pelo contrário, vi muita gente discutindo e condenando esses mesmos comportamentos machistas e assédios. A mesma coisa sobre a edição atual, muita gente condenando e reclamando do preconceito e dos “cancelamentos” que os participantes estão fazendo dentro da casa. Pode ser a minha bolha, sei lá. Não costumo ver a opinião de gente aleatória nos Trending Topics ou no meu Feed, apenas vejo a opinião de algumas pessoas mais famosas que sigo, e que justamente propõem as discussões sobre o que tá acontecendo no programa.

          1. De fato, admito que o problema é que me baseio no Twitter, onde é fácil notar bolhas e polarização. Meio que desaprendi a ler “o resto” – o que o algoritmo não cobre.

            De fato quero mais mesmo é tentar parar de me basear em entretenimento deste jeito – hoje mesmo dei uma desativada no twitter depois de ver uma horda pró ganilo dentili atacando uma jornalista porque ela publicou a decisão do STF que pune o ganilo por uma humilhação causada em um programa dele e tentar ajudar a defender a jornalista – se bem que não dá e no final acho que a menina tirou de letra silenciando o tópico e bloqueando fãs da besta quadrada.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário