Dois homens, em poses diferentes, usando cuecas pretas da Insider, um em cada canto da imagem. No centro, a frase: “A cueca mais confortável com 12% Off. Cupom MANUALDOUSUARIO12”

Recurso do iOS prova que as pessoas se importam com privacidade

Os impactos da Transparência no Rastreamento em Apps (ATT, na sigla em inglês), recurso do iOS 14.5 que obriga aplicativos a obterem o consentimento expresso do usuário para rastrear suas atividades no celular, têm sido grande. Segundo a empresa de publicidade digital Lotame, o ATT custou US$ 9,85 bilhões a Facebook, Snap, Twitter e YouTube no terceiro e quarto trimestres, uma baixa de 12% no faturamento esperado. Via Financial Times (em inglês, com paywall).

Esse episódio joga duas verdades nas nossas caras:

  1. As pessoas se importam com privacidade. Diversas análises apontam que uma ampla maioria, ao ser apresentada ao pedido do ATT, nega que aplicativos rastreiem suas atividades. Pode não ser a maior preocupação de muitos, mas quando a opção é dada às claras, sem pegadinhas, a preferência quase unânime é por privacidade.
  2. Os “esforços” em privacidade que Google, Facebook e outras empresas de publicidade segmentada fazem são, se muito, maquiagens — ou, como argumentei nesta coluna, uma espécie de “greenwashing” da privacidade. Se fizessem diferença significativa, esta seria refletida nos relatórios financeiros trimestrais, coisa que jamais ocorreu.

Deixe um comentário para Comentarista Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

3 comentários

  1. acho que o problema da privacidade é que para tê-la é bem mais difícil do que não tê-la, além do custo.

    a Apple só demonstrou que privacidade quando barato (tirando o fato de já se ter o smartphone, claro) e fácil muitos irão adotar.

    ex: e-mails, algo básico, os privados gratuitos não são tão bons quanto um gmail (protonmail é lento) e os que são tão bons quanto custam dinheiro (fastmail)

    buscador também é um exemplo, DDG é gratuito, e apesar de o usar, o google é bem melhor, então vira e mexe acabo recorrendo a ele.

    eu gosto de privacidade e sempre que posso uso alternativas, mas as vezes é tão mais fácil e prático ser rastreado do que ter privacidade que opto pela facilidade.

    1. “acho que o problema da privacidade é que para tê-la é bem mais difícil do que não tê-la, além do custo […] as vezes é tão mais fácil e prático ser rastreado do que ter privacidade que opto pela facilidade.”
      Exatamente! Sem falar nos clássicos “eu não tenho nada a esconder/nada que valha a pena espionar” e “se você quer privacidade é porque está fazendo algo errado”.
      Em algum post passado, foi perguntado se alguém negava aquela opção dos cookies e eu disse que fazia o que fosse mais fácil. Dia desses, entrei num site de previsão do tempo e reparei que a página demorava muito, muito mais pra carregar quando eu só aceitava os cookies obrigatórios. Fica difícil competir com isso, né?

      1. Depois que eu adicionei a lista “I don’t care about cookies” (https://www.i-dont-care-about-cookies.eu/abp/) no uBlock Origin, praticamente não sou mais perturbado com essas janelas. No fim das contas, a maioria dos sites adiciona os cookies independentemente disso. Acho melhor bloquear todos os cookies de terceiros logo. Já cheguei a bloquear todos os cookies e aceitá-los apenas para alguns poucos sites, mas é algo meio chatinho.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário