AliExpress traz AliPay e braço logístico ao Brasil

A disputa pelo varejo brasileiro ficará mais acirrada com as últimas novidades do AliExpress. Há poucos dias, o gigante chinês passou a aceitar o Pix como forma de pagamento e abriu seu marketplace para vendedores brasileiros (com foco em pequenas e médias empresas). Agora, o AliExpress anunciou que trará ao país a carteira digital AliPay, em parceria com a Stone e o BTG Pactual, e a Cainiao, seu braço logístico, usando os serviços da Intelipost e dos Correios. Via Mobile Time, LABS News.

Deixe um comentário para Tiago Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

  1. Sei não. A Aliexpress sempre foi bem falada no BR (apesar das looongas demoras de entrega, quando não retornos e perdas logísticas). Ela já poderia ter entrado no mercado BR faz tempo, mas enrolou bastante.

    Enquanto isso, houve muito aproveitamento do fato que a Ali tem preços quase de atacado para muitas coisas, o que fez que as pessoas comprassem peças em lote para importação e revenda por estas bandas. Se tivesse pensado um pouco lá trás, poderia ter feito marketplaces por aqui de boa. (Tem uma 25 de Março inteira para fazer parceria, diga-se de passagem).

    Vamos ver os próximos passos, mas estou bem cético quanto a entrada deles aqui.

    1. Eles já estão por aqui. O aumento de voos para o Brasil e mais formas de pagamentos, já está mais que óbvio que estão vendo o crescimento da plataforma no país. O que falta para o Aliexpress é ter a logistica independente dos Correios.

      Sobre o tempo de entrega, na pandemia passei a comprar no Aliexpress, inclusive tinha “medo” de comprar lá, e agora compro e leva 15 dias mais ou menos para o produto chegar em casa. (Moro em SP, capital)

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário