Guia Prático #116: Fact-checking


9/4/17 às 16h00

No podcast desse final de semana voltamos a falar um pouco de jornalismo, mas em razão de duas iniciativas de peso. Aparentemente não por acaso, Google e Facebook anunciaram nessa semana mais esforços na área de fact-checking ou, como chamamos por aqui, verificação de fatos. Eu (Emily) e Paulo Higa (Tecnoblog) recebemos o Moreno Osório, meu ex-colega de Terra e agora um acadêmico à frente da melhor newsletter sobre os rumos da comunicação, o Farol Jornalismo, para falar do tema. Escute-nos e participe nos comentários.

Se preferir, baixe o MP3 e ouça depois. E se você ainda não assinou o programa no seu player de podcasts favorito, faça isso via iTunes ou pelo RSS.

Links citados

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

  1. No atual estado da área de PLN, não enxergo como possível a construção de uma ferramenta de verificação de fatos no curto prazo. O workflow é muito complexo, já que o jornalista precisa ir atrás de fontes diversas para confirmar se a informação é consistente (diários oficiais, relatórios, notas de imprensa, etc…). O algoritmo precisaria consumir de vários locais distintos e saber quando olha-los, fora a interpretação que é muito sutil.

    Entretanto, é bem possível fazer ferramentas que ajudem a selecionar ou identificar traços comuns como linguagens e comportamento desses meios. Dá para avançar bastante nesse sentido, mas o martelo precisará ser batido por humanos ainda, mas acredito que aí que entra a tentativa do Facebook de pedir ajuda pelos usuários…com o tempo é possível verificar quais usuários fazem um bom fact-checking.

  2. O Facebook, é um canal mais ativo, o Google é um canal de buscas, já o Facebook não, depende do que aparece no seu feed (seus amigos e paginas que você curte, localização), é como um “jornal”, depende de como o usuario vai se porta diante das noticias, seja em pensar na veracidade do que esta vendo, ou simplismente compartilhar aquela noticia “URGENTE” na sua timeline!