Anúncio Ainda dá tempo: NordVPN com 72% de desconto

Google Play Música estreia no Brasil restrito a gadgets da Samsung

Demorou, mas enfim o Brasil foi contemplado com o Google Play Música, serviço de streaming musical do Google que compete com Spotify, Rdio, Xbox Music, Deezer e outros. Como se vê, é um mercado populoso, logo um em que não é fácil se destacar ou obter lucro.

A estreia do Google Play Música no Brasil teve uma forcinha da Samsung. Para aumentar a diferenciação dos seus gadgets, os sul coreanos apostam em cortesias de software — e fazem bem; é uma das coisas mais legais mesmo dos seus topos de linha como o Galaxy S5. O streaming musical do Google é, a princípio, um reforço nesse diferenciador de mercado.

Nessa primeira fase, apenas donos do Galaxy S5 (incluindo as variantes Mini e Duos), Galaxy Tab S, Galaxy S4 e o futuro Galaxy Note 4 têm acesso ao Google Play Música. A oferta vale por seis meses e pode ser ativada entre hoje e 31 de janeiro de 2015.

A segunda fase, que começa no dia 1º de novembro, estende o benefício aos demais usuários Samsung. Vale para smartphones, tablets e a nova linha de equipamentos musicais Level, e dá direito a três meses de acesso gratuito ao Google Play Música.

E os demais? Ady Harley, diretor de parcerias musicais da Google Play, disse à Exame que “ainda não temos uma data, nem o preço da assinatura, mas ele deve chegar a todos os usuários até o final do ano”.

Além da exclusividade limitada, outro efeito da parceria entre Google e Samsung é que o serviço de streaming dessa, o Milk, não deve aparecer no Brasil.

O Google Play Música oferece acesso a 25 milhões de músicas por streaming, permite o envio de arquivos MP3 do próprio usuário à nuvem e ainda tem um catálogo de venda de arquivos individuais, nos moldes da iTunes Store. Ah, e também funciona (muito bem, diga-se) com o Chromecast, um ponto em que o Rdio, mesmo com a recente reformulação, ainda deixa a desejar.

Deixe um comentário para Luis Henrique Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários

  1. Apareceu hoje na minha Play Store, a seção Música. Acho que não é aquele lance de assinatura do All Acess, e sim de comprar os CDs como no iTunes.

    1. Você leu o artigo? Lá fala que eles fizeram uma parceria com a Samsung. Até 5 de novembro só quem comprar alguns aparelhos da Samsung tem acesso ao All Access, a partir de 01/11 qualquer aparelho Samsung terá acesso, e até o fim do ano vai liberar pra todo mundo.

  2. Posso colocar mais esse ponto na lista pra dar tchau para o Android? Sim, porque estamos falando do sistema operacional mais usado no mundo, do Google. Que dá preferência a *uma* fabricante para usar o serviço no Brasil. Eu tenho o Nexus, o “todo poderoso” celular que “carrega a visão do Google” para o sistema. Fiquei de fora.

    Não que eu vá cancelar o Rdio… Mas, sei lá, entenderia o Rdio ou o Spotify fechar esse serviço no Brasil com uma fabricante, mas não o Google.

    1. Também acho paia, mas é temporário, como diz no texto. Espero que se cumpra mesmo essa previsão de “até o fim do ano”, mas seria burrice do Google não cumprir e limitar seu mercado por mais tempo.

      1. Sim vai entrar algum dia.

        O que acho que seria BEM melhor: Clientes Samsung S5 ganham 6 meses grátis no serviço e algum mimo, como ingressos camarote Samsung pra show da “melhor banda dos ultimos tempos da última semana” que vai ter no Brasil. Pô, baita promoção que chama usuários para o aparelho. Sem prejudicar outros.

  3. Gosto bastante do serviço do Play Music. Atualmente, só faço streaming das minhas músicas que estão guardadas por lá, e não tenho nenhuma reclamação. Me livrei dos arquivos em disco, e foi ótimo porque consome menos espaço no meu SSD (precioso!).
    A dupla com o Chromecast também é inigualável, nenhum outro serviço possui uma conexão tão boa.
    Fico pensando se vou ser agraciado com essa promoção, tenho um Tab2 que uso bastante.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário