Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

O escritório em casa do desenvolvedor front-end Matheus Fantinel

Mesa à meia luz, iluminada por um abajur à direita, com duas telas idênticas, teclado, mouse e headset sobre um mousepad grande.

Nesta seção, leitores do Manual gentilmente abrem um pedacinho da sua intimidade para nos mostrar seus escritórios domésticos, onde trabalham, estudam e/ou se divertem, e explicam os produtos e fluxos de trabalho que usam. Veja outros escritórios e, se puder, envie o seu também. O texto abaixo é de autoria do Matheus.


Olá, sou Matheus Fantinel, tenho 26 anos e trabalho como desenvolvedor front-end na minha casa, em Caxias do Sul (RS).

Comecei a trabalhar em casa ainda em 2019, então com a chegada da pandemia a rotina (de trabalho) não mudou tanto assim. Mudei de emprego duas vezes desde então, mas as oportunidades de trabalho remoto aumentaram bastante, então consegui me manter trabalhando assim.

No início, o equipamento era bem mais modesto (um único notebook com tela de 1366×768), mas como gostei de trabalhar remotamente e pretendia seguir assim, fui investindo e cheguei nessa configuração que me agrada bastante. Inicialmente minha mesa ficava no meu quarto, o que não era um problema muito grande pois minha noiva (que é professora) trabalhava fora, porém quando, devido à pandemia, ela começou a trabalhar remotamente também, não tinha espaço pra dois escritórios naquele apartamento. Tivemos que nos mudar para finalmente termos um cômodo exclusivo para o escritório (que dividimos, mas cada um com seu espaço).

Praticamente todo o equipamento que uso foi comprado durante a pandemia. No meu primeiro emprego remoto, eu era obrigado a me conectar a uma máquina virtual remotamente pra trabalhar, então meu notebook velho não influenciava na performance. Comprei um monitor ultrawide (21:9) pra trabalhar, e como a máquina remota era limitada a uma única tela, serviu por um bom tempo. Depois de trocar de emprego e começar a fazer o trabalho no meu próprio computador, acabei trocando tudo.

  • Dell XPS 15 9570. Quando comprei ele, estava realmente atrás de um ThinkPad. Porém não consegui achar o modelo que queria no Brasil e os poucos que achava aqui eram muito caros. Como eu queria uma GPU dedicada, acabei optando pelo XPS 15, que tem uma tela muito boa, é leve e eu já tinha um Dell que, embora antigo, eu gostava. Hoje, me arrependo um pouquinho de ter pego o de 15″ ao invés do de 13″, pois praticamente não usei a GPU dedicada e o de 13″ é bem mais compacto. Hoje ele roda o Pop!_OS 21.10, que funciona super bem. Deixo ele fechado, pois as duas telas já são suficientes.
  • 2 monitores Dell P2419H. Depois de um tempo com um monitor ultrawide, decidi que não via muita vantagem nele, e preferia duas telas separadas. E como adoro simetria, tinha que ser duas telas exatamente iguais. Estou bem satisfeito com esses dois. Como a borda deles é bem pequena, ficam bem próximos. Se pudesse, teria pego os 4K, mas pra economizar acabei pegando esses que são 1080p, mas me atendem perfeitamente.
  • Mouse Logitech MX Vertical. Melhor compra que já fiz. Quando eu tinha um mouse “normal”, eu vivia com dor no braço e pulso depois do dia de trabalho. Até que um dia tomei coragem e comprei esse mouse vertical e as dores sumiram. Os primeiros dois dias foram de adaptação, pois eu estava acostumado a clicar com força e, no mouse vertical, a força fazia eu arrastar as coisas para o lado. Depois disso, me acostumei e simplesmente não consigo voltar a usar outro modelo de mouse.
  • Teclado Logitech MX Keys. Para fazer parzinho com o mouse, peguei um teclado da mesma marca. Ele parece muito um teclado bom de notebook, como o dos MacBooks ou o do próprio XPS, então pra mim foi perfeito. Nunca usei teclado mecânico e não queria algo barulhento (pois divido escritório com outra pessoa), então pra mim foi uma ótima escolha.
  • Fone Sennheiser HD 450BT. Sempre adorei o som mais limpo e equilibrado dos Sennheiser em comparação com os da Sony ou JBL. Tem cancelamento de ruído, então posso usar mesmo quando minha noiva está em chamada de vídeo aqui do lado. Não tem microfone, então é só pra música mesmo.
  • iPhone 12. É meu celular de uso pessoal mesmo, mas também uso ele pra testar os sites em que trabalho, já que testar no Safari é sempre uma boa ideia. Como uso o notebook fechado, acabo usando o celular de webcam nas chamadas de vídeo, através do app Droidcam (apesar do nome, funciona muito bem no iPhone também). Pra manter ele de pé, uso um suporte veicular que quebra o galho.
  • Lâmpada Yeelight 1S. Queria um abajur no escritório, para quando uso ele de noite, e gostaria de controlar a temperatura da luz também. Essa Yeelight foi a mais baratinha que encontrei, e gosto bastante. Costumo controlar pelo celular mesmo, já que ela integra com o Apple HomeKit.
Outro ângulo do escritório do Matheus Fantinel, de frente, mostrando o pôster e o calendário na parede, acima dos monitores, e parte da cadeira.
Foto: Arquivo pessoal.

Já na parede, deixo de decoração uma arte do grupo de Dungeons & Dragons que participo, representando os momentos finais da campanha Curse of Strahd, que jogamos remotamente durante a pandemia e durou 502 dias. A arte foi feita pelo Guilherme Holz. Ao lado, o calendário de 12021 do Kurzgesagt — o meu de 2022 está preso em Curitiba e ainda não chegou, infelizmente.

Deixe um comentário para Rodrigo Ghedin Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

24 comentários

  1. Another thing that the best vertical mouse should have is a good weight. A light mouse will be very slippery to use. This will be very frustrating for any user. If you want a really nice mouse that can also function well on a desk, then get one that has a lot of rubber feet.

  2. Muito daora ein? Seu setup é bem parecido com o meu, só que ao invés do XPS uso um Acer Nitro 5 e ao invés dos 2 P2419H eu uso 2 U2419H da linha ultrasharp, ligados em uma dockstation da Dell, a D6000.

  3. Mais um que comprou a cadeira pq viu aqui no Manual. Ghedin, fala com eles pra rolar uma ação aqui no site! :)

  4. Muito massa teu setup, muito legal ver outro front-end por aqui compartilhando :)

    Cara, como está sendo tua experiência com o bluetooth do xps no linux ?
    Bluetooth sempre foi o meu maior impecilho com linux, principalmente no quesito de audio, sempre tive problemas de cortes e falhas na conexão

    Eu tenho um air m1 8gb, sou front, e venho enfrentando alguns gargalos com tudo aberto, estava estudando um xps igual o seu, além de que, me chamem de louco, mas o workflow no gnome ainda acho melhor q o do macOs
    O macOs pode ser mais bonito, mas acho o linux mais funcional

    1. Uso o Bluetooth do XPS diariamente, com o teclado, mouse e fone conectados a ele. Ele já teve alguns problemas de desconectar do nada algumas vezes quando eu usava o elementary OS baseado no Ubuntu 18.04/20.04. Mas creio que foi resolvido porque desde que comecei a usar o 21.10 nunca mais teve problemas. Logo quero testar no Fedora.

      Vale ressaltar que a qualidade do som nos fones de ouvido não é a mesma que no celular. Tanto o iPhone quando o Samsung Galaxy que eu tinha têm uma qualidade de som bem melhor que o notebook, então eu conecto neles pra escutar música.

      Sobre ser dev front no Linux, recomendo, não tenho problemas no dia-a-dia. Única coisa que imagino que possa complicar é se te mandaram design do Adobe XD, mas se a pessoa compartilhar certinho vc consegue abrir online.

  5. Cara, que cantinho bonito!
    Mega limpo, isso me chama muito a atenção. Parabéns pela organização física do ambiente. Os calendários e o papel de parede usados são muito legais, não conhecia o trabalho desse pessoal. Valeu pela dica!

    Também comprei um MX Keys, estou esperando chegar (já saiu para a entrega!) e a minha namorada (que também é professora) tem um MX Vertical, realmente um baita mouse (ela parou de se queixar de dores depois que comprou um, há cerca de um mês).

    Sobre o Sennheiser, concordo 100% contigo! Tanto que também tenho um, o HD598. É difícil ver alguém com Sennheiser.

    Ah, e já ia esquecendo… há uns meses eu tinha uma marcenaria (na verdade ela ainda existe), e eu fabricava uns suportes para celulares lindões ( https://oficinaandura.com/produtos/maturim/ ). Se te interessar…

    Abraço!

  6. Interessante esse Droidcam. Eu comprei uma webcam chinesa e deixei de lado. Rs Nunca pensei em usar o celular como opção. Testarei!

    Parabéns pelo o espaço, clean e eficiente para ti.

    Uma curiosidade: qual cadeira tu usa?

      1. Comprei essa cadeira para minha namorada de presente de Natal no ano passado. Também segui a dica do Ghedin.

        Sobre o droidcam, fui procurar uma solução que funciona-se tanto no macOS, quanto no Linux (uso o Ubuntu) e achei o Iriun (https://iriun.com/). Não sei porque, de primeira funcionou, depois que tirei o cabo USB, deixou de funcionar no Ubuntu. :/

  7. Matheus, muito funcional (e clean) o teu setup. O MX Vertical definitivamente é um dos melhores itens pra se ter, no caso de quem trabalha por bastante tempo diário com computadores.

    Ah, e obrigado pelo link do wallpaper! Acho que seria interessante se os próximos escritórios viessem com o link pros seus planos de fundo também hahahah

  8. Minha única curiosidade…quais as médias da mesa? Kkkk edtou em busca de uma na mesma proporção para 2 monitores

    1. Tem 1,60m de largura e 60cm de profundidade. Quanto maior a profundidade melhor, mas acredito que 60cm seja o mínimo pra ficar confortável.

  9. Como liga o notebook? O botão é externo ou tem que abrir a tampa? Ou fica sempre suspenso?

    1. Infelizmente não tem botão lateral. Eu abro a tampa (mas só um pouquinho já é suficiente) pra apertar o botão de liga/desliga.

      Costumo desligar no fim do dia porque me dá um pouco de agonia deixar ele ligado a noite toda.

      1. Pode deixar ligado sem stress. O meu fica ligado direto e nunca tive problemas. No mais, gostei da organização. Muito maneiro seu espaço.

          1. A hora que o computador consome mais energia, e portanto é mais propenso a apresentar problemas é na hora de ligar. Vale a pena deixar ele ligado mesmo!

      2. Uma alternativa seria configurar o suspender/hibernar, que desliga tudo mas retoma o sistema quando usa o teclado ou move o mouse…

        1. Exatamente.
          Uso no escritório para todos os PCs com o rtcwake
          Suspendem às 19h e retornam da suspensão às 8h

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário