Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

China substituirá 50 milhões de computadores estrangeiros por modelos fabricados no país

Numa tentativa de ampliar a segurança de dados importantes, o governo chinês teria determinado que agências do governo central substituam seus computadores estrangeiros por produtos fabricados nacionalmente.

De acordo com a reportagem da Bloomberg replicada pelo jornal O Globo, pelo menos 50 milhões de máquinas devem ser substituídas nos próximos dois anos. O principal alvo, de acordo com o texto, são computadores e softwares dos Estados Unidos, principal adversário comercial chinês.

Embora não haja nenhuma confirmação oficial sobre o assunto, o texto da Bloomberg foi suficiente para desvalorizar as ações de empresas de tecnologia estrangeiras, como HP e Dell, e valorizar suas concorrentes chinesas.


A Shūmiàn 书面 é uma plataforma independente, que publica notícias e análises de política, economia, relações exteriores e sociedade da China. Receba a newsletter semanal, sem custo.

Deixe um comentário para walter Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

5 comentários

  1. vou ler a matéria depois, mas fiquei com uma coisa na cabeça: isso significa também troca de tecnologia de processadores? Tipo, saí processadores com patentes americanas e entram processadores com patentes chinesas?

    1. Segundo a reportagem, eles continuarão usando componentes americanos: “The latest government directive is likely to cover only PC brands and software, and exclude hard-to-replace components, including microprocessors, the people said.” A preocupação parece ser, por enquanto, com software e as empresas com quem negociavam, que serão substituídas (a diretriz ainda permitirá, em circunstâncias especiais, a compra de equipamentos estrangeiros) por alternativas locais.

      1. Obrigado amigo, você é um amigo! :)

        É que me lembro de um vídeo do Linus Tech Tips sobre processadores chineses. Aí ao ler a chamada do Shumian, associei a isso.

        Legal saber também que a China vai usar comercialização local de hardware. Mas eu pensava que eles já o faziam, mas acho que entendi, só não vão é comprar Dell/HP mas sim alguma marca chinesa que trabalhe de forma similar.

      2. Imagino que muito provavelmente esse vai ser o próximo passo nesse programa, pois imagino que muito provavelmente as brechas vão estar exatamente nessa camada e não consigo imaginar outor motivo para essa iniciativa se não substituir todo o hardware dos computadores em uso na China.

        O problema é que nenhum país do mundo consegue virar essa chavinha em 2022.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário