Logo do WhatsApp contra um fundo verde.

Falha no WhatsApp permitia ataque hacker com uma simples ligação — e outras notícias


14/5/19 às 17h52

Se preferir, baixe o arquivo MP3.

O Guia Prático está disponível nos principais apps de podcasts: iPhone (Apple Podcasts), Spotify, Google Podcasts ou outros apps (RSS).

Não sabe como assinar podcasts no seu celular? Leia o nosso guia simplificado.


Falha no WhatsApp permitia a instalação de software espião com apenas uma ligação. Uma falha no WhatsApp permitia a instalação de software espião apenas com uma ligação, pelo app, à vítima — ela não precisava sequer atendê-la e a ligação não era registrada no histórico do app. Segundo o jornal Financial Times, o software espião foi desenvolvido pelo NSO Group, de Israel. A empresa nega envolvimento com a criação do ataque.

Não se sabe ao certo o que o software espião fazia. O NSO Group é conhecido pelo Pegasus, software espião comercial capaz de ligar microfone e câmeras remotamente, desviar mensagens e e-mails e coletar dados de localização do aparelho infectado.

O WhatsApp descobriu a falha no início de maio e, desde a última sexta, profissionais da empresa em São Francisco e Londres trabalharam para corrigi-la. Nesta segunda (13), atualizações do WhatsApp foram liberadas — curiosamente, as notas da nova versão não fazem menção à correção da falha.

A principal suspeita é de que o ataque era direcionado a alvos específicos. No domingo (12), um advogado pró-direitos humanos do Reino Unido que não quis se identificar foi atacado. Pesquisadores pedem que o governo de Israel cancele a licença de exportação do NSO Group. [Financial Times (paywall), em inglês]

As principais notícias de tecnologia e indicações de leituras no seu e-mail. Assine a newsletter (é grátis!) →

Patinetes são regulamentados em São Paulo. A cidade de São Paulo tornou-se a primeira do Brasil a regulamentar os patinetes elétricos compartilhados. A prefeitura publicou um decreto estabelecendo regras parciais, válido por 90 dias, período em que conversará com empresas e sociedade para chegar a um texto definitivo. Entre as regras, está o uso obrigatório de capacetes, proibição de transitar em calçadas e em vias onde carros circulam a mais de 40 km/h. Eventuais multas incidirão nas empresas que fornecem os patinetes. [G1, em português]

Governo federal prepara programa de “detox digital”. O ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos deve lançar, em junho, o programa “Detox Brasil”. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância de diminuir a frequência de tempo em que se fica no celular e no computador.

“Há um fenômeno, uma triste realidade entre algumas famílias brasileiras, que perdem o tempo que têm para estarem junto aos filhos para ficar de olho na tela do celular. Esse vínculo acaba enfraquecido e, sem a referência da família, o jovem acaba em sofrimento”, disse a ministra Damares Alves. [Folha, em português]

Lenovo apresenta primeiro notebook com tela dobrável do mundo. A Lenovo apresentou um protótipo do primeiro notebook com tela dobrável do mundo. Membro da família ThinkPad X1, ele tem tela de 13,3″ que dobra ao meio. “Isto não é um celular, tablet ou híbrido; é um notebook completo com uma tela dobrável”, diz a empresa. O notebook dobrável da Lenovo usa uma tela OLED 2K feita pela LG, Windows 10 e processador Intel (não especificado). A empresa dará mais detalhes sobre seu lançamento em 2020. [Lenovo, em inglês]

Zoom adquire Buscapé. O comparador de preços Zoom adquiriu, por valor não divulgado, o concorrente Buscapé. Com isso, o Zoom dobra a audiência para 30 milhões de usuários únicos mensais. As marcas e os sites continuarão operando de maneira independente. [Brazil Journal, em português]

Huawei dará descontão para o P30 Pro no dia do lançamento. Em 17 de maio, a Huawei receberá celulares antigos para conceder descontos no aparelho e, em cima desse valor, dará mais R$ 2 mil de bônus. O P30 Pro, que tem preço sugerido de R$ 5,5 mil, sairá por no mínimo R$ 3,5 mil. De acordo com o regulamento da promoção, serão 2,3 mil unidades do P30 Pro elegíveis ao programa em lojas específicas de São Paulo, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. Não é especificado quais aparelhos são elegíveis à troca; isso deverá variar de loja para loja. [Huawei, em português]

Edições anteriores do boletim.

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês