NET demite atendente que assediou cliente e cria canal de denúncias

29/5/15, 17h08

29/5/15 5 comentários

Complementando a nota de esclarecimento publicada anteontem, a NET divulgou uma outra informando que o atendente que assediou via WhatsApp a jornalista Ana Prado foi desligado da empresa e que uma ação criminal foi instaurada.

A empresa também anunciou, na nota publicada no Facebook, a criação de um “canal exclusivo para comunicação de eventuais desvios de conduta dos nossos colaboradores,” pelo email conduta.net@net.com.br.

O caso serviu para outras pessoas, também assediadas por atendentes da NET e de outras operadoras de telefonia e TV por assinatura, se manifestarem. A BBC ouviu e contou as histórias de uma dezena delas, e deu dicas sobre como proceder em casos do tipo. Resumidamente: preservar as provas, bloquear o contato, denunciar à empresa responsável e lavrar um boletim de ocorrência. Para mais detalhes, leia a reportagem na íntegra.